5 filmes dirigidos por mulheres para ver em maio na Netflix

Todo mês o Mulher no Cinema escolhe cinco filmes dirigidos por mulheres que podem ser vistos em casa mesmo, no conforto da Netflix. São títulos de diferentes gêneros, que mostram a variedade da produção e ajudam nos dias em que a vontade de ver um filme é grande, mas a inspiração não vem. Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e tenha acesso a conteúdo e

Estreias da semana: as mulheres que chegam às salas

Toda semana o Mulher no Cinema prepara uma lista com os filmes dirigidos, escritos e/ou centrados em mulheres que chegam às salas do Brasil. Veja as estreias desta quinta-feira, 16 de maio. Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e tenha acesso a conteúdo exclusivo "Antártica por um Ano" - [Brasil, 2015] O documentário dirigido por Julia Martins mostra a experiência de um grupo de brasileiros que permanecerá

Quem é Kira Muratova, a cineasta que Tilda Swinton destacou em Cannes

Em sua passagem pela edição deste ano do Festival de Cannes, a atriz Tilda Swinton falou sobre como as cineastas mulheres existem e fazem inúmeros filmes, mas ganham menos destaque inclusive na imprensa. Ela citou como exemplo uma diretora em particular: "Uma grande mestre como Kira Muratova, que morreu recentemente, recebeu um obituário muito pequeno na maioria dos jornais. Enquanto

Guia de Cannes: os filmes dirigidos por mulheres que estão no festival

Apenas quatro filmes dirigidos por mulheres estão entre os 21 concorrentes à Palma de Ouro do Festival de Cannes, que começa nesta terça-feira (14). Como as últimas edições do evento, a 72ª deve servir de palco para discussões sobre a igualdade de gênero no cinema e a representação feminina nos festivais. Leia também: Veja os principais prêmios recebidos por mulheres em Cannes Palma de Ouro: Conheça

“Varda por Agnés” é filme-despedida de Agnès Varda

É inegável o legado deixado pela cineasta Agnès Varda (1928-2019), que morreu no último mês de março, aos 90 anos. Diretora pioneira, ela foi nome fundamental da nouvelle vague, influente tanto na ficção quanto no documentário, a única mulher a ganhar a Palma de Ouro honorária e a primeira diretora a ganhar o Oscar pelo conjunto da obra. Em mais de 60 anos de carreira, manteve-se como uma

Gabriela Amaral Almeida: “A perseguição vai gerar muita narrativa”

Menos de um ano após estrear no longa-metragem com o ótimo O Animal Cordial (2018), a diretora Gabriela Amaral Almeida está de volta aos cinemas com A Sombra do Pai. Este segundo projeto foi, na verdade, o primeiro a ser escrito pela cineasta, que idealizou o filme em 2009 e o desenvolveu ao longo de anos, em paralelo a seus curtas-metragens e aos roteiros que

Estreias da semana: as mulheres que chegam às salas

Toda semana o Mulher no Cinema prepara uma lista com os filmes dirigidos, escritos e/ou centrados em mulheres que chegam às salas do Brasil. Veja as estreias desta quinta-feira, 25 de abril. Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e tenha acesso a conteúdo exclusivo "La Cama" - [Argentina/Alemanha/Brasil/Holanda, 2017] Jorge e Mabel decidem se divorciar após 30 anos de casamento. Nas últimas 24 horas de convivência debaixo do mesmo

“O Mau Exemplo de Cameron Post” discute religião, intolerância e “cura gay”

Premiado em Sundance, exibido na Mostra e agora em cartaz nos cinemas, O Mau Exemplo de Cameron Post é um filme de ficção ambientado nos Estados Unidos na década de 1990. No entanto, o longa dirigido por Desiree Akhavan traça um retrato dolorosamente atual não apenas da sociedade americana, mas também da brasileira. Estreias: Os filmes escritos, dirigidos e estrelados por mulheres

Quatro diretoras disputarão Palma de Ouro em Cannes

Quatro filmes dirigidos por mulheres estão entre os 18 que concorrerão à Palma de Ouro na edição deste ano do Festival de Cannes. Apesar de muito baixo, o índice representa uma melhora no histórico do evento: a única outra vez em que quatro mulheres estiveram na competição foi em 2011, quando havia 20 concorrentes. Leia também: Veja os principais prêmios recebidos por

Renée Nader Messora: “O índio é esquecido por todo mundo”

Um filme protagonizado por índios e codirigido por uma mulher foi o único título brasileiro premiado na última edição do Festival de Cannes. Ganhador do prêmio do júri na mostra Um Certo Olhar, Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, estreia no Brasil nesta quinta-feira (18). Leia também: 5 motivos para ver Chuva É Cantoria na Aldeia

Top