Djin Sganzerla estreia na direção com ‘Mulher Oceano’: ‘Queria ser criadora total’

Em sua carreira como atriz, Djin Sganzerla atuou em filmes de importantes cineastas brasileiros, incluindo seus próprios pais, Rogério Sganzerla (1946-2004) e Helena Ignez. Agora, chegou a sua vez de experimentar a sensação de estar do outro lado da câmera: ela é diretora, corroteirista e produtora de Mulher Oceano, longa-metragem que estreia nesta quinta-feira (26) nos cinemas brasileiros. Entrevista: Helena Ignez

Andrea Beltrão: “É doloroso, mas vamos resistir à asfixia da cultura no Brasil”

Os tempos são difíceis, mas Andrea Beltrão está cheia de energia. Na tarde em que conversou com o Mulher no Cinema, via Zoom, ela estava "esperançosa" com o resultado do plesbicito chileno que derrubou a Constituição dos tempos de ditadura militar, com o triunfo de Luis Arce na Bolívia, com a possibilidade de Joe Biden vencer Donald Trump nas eleições

Joyce Prado fala sobre “Chico Rei Entre Nós” e novas perspectivas à história oficial

Um diálogo entre passado e presente conduz a narrativa de Chico Rei Entre Nós, primeiro longa-metragem da diretora Joyce Prado, que integra a programação da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo e pode ser visto online em todo o Brasil. Como o título indica, o documentário investiga o legado de Chico Rei e os ecos da escravidão na sociedade

Nova temporada de “Spanish Princess” conclui saga de Catarina de Aragão

A história de Catarina de Aragão chega ao fim na segunda temporada da série The Spanish Princess, que estreia neste domingo (11) na plataforma Starzplay. Com oito novos episódios - um a cada semana e todos dirigidos por mulheres -, o drama histórico coloca o foco não apenas na princesa espanhola que virou rainha da Inglaterra, mas também em outras

Com “Sementes”, diretoras destacam mulheres negras na política e no cinema

Um compreensível clima de decepção acompanha muitas das estreias de filmes e festivais que, por causa da pandemia, têm de ser realizadas na internet, e não nas salas de cinema. Mas não foi o que aconteceu na noite de 7 de setembro, quando o documentário Sementes: Mulheres Pretas no Poder teve sua primeira exibição no YouTube. Em live pré-sessão, as

Sandra Kogut: “Sempre vai haver um jeito de fazer cinema”

Tudo estava preparado para que Três Verões, terceiro longa de ficção dirigido por Sandra Kogut, chegasse aos cinemas brasileiros em 19 de março. O filme tinha feito sua estreia mundial em um festival internacional importante (o de Toronto, no Canadá) e sido selecionado por festivais brasileiros. A diretora passara um dia inteiro atendendo a imprensa em São Paulo (SP). As

Anne Mota sobre “Alice Júnior”: “Pessoas trans devem protagonizar suas histórias”

Anne Celestino Mota tinha 12 anos quando encontrou, no YouTube, um filme que marcaria sua vida. Era My Secret Self, um programa documental exibido pela rede americana ABC em 2007 e que conta histórias de pessoas trans com seis, dez e 16 anos de idade. Até então, Anne não conhecia o termo "transgênero". Mas ali, diante da tela do computador,

Realizada por mulheres, ‘P-Valley’ quer mostrar strippers sob nova perspectiva

Quando a série P-Valley fizer sua estreia mundial neste domingo (12), a americana Katori Hall poderá comemorar a concretização de um trabalho de dez anos. Criadora, roteirista, produtora e showrunner do programa, exibido no Brasil pela plataforma Starzplay, Hall buscou retratar o universo dos clubes de striptease a partir de uma ótica pouco explorada pelo cinema e a televisão: a

Pioneira cineasta maori, Merata Mita é tema de filme dirigido por seu filho

"Sempre acreditei que assim como nossas terras são tomadas, nossa pescaria é tomada e nossas florestas são tomadas, o mesmo acontece com as nossas histórias. O que vemos na tela é apenas a perspectiva dominante sobre a vida: branca e monocultural. Precisamos ver a nós mesmos. Precisamos ver o nosso povo na tela. Precisamos poder nos identificar com a nossa

Dominga Sotomayor: “Quero documentar as emoções, não os grandes eventos”

"Transição" é a palavra-chave de Tarde para Morrer Jovem, filme que estreia nesta quinta-feira (27) nos cinemas brasileiros, e que em 2018 fez da cineasta chilena Dominga Sotomayor a primeira mulher a ganhar o prêmio de direção no Festival de Locarno. Primeiro, há a transição de um país: a história se passa no verão de 1990, pouco depois da queda do

Top