Premiado em Veneza, “O Acontecimento” retrata solidão do aborto

Apesar de ambientada quase seis décadas atrás, é dolorosamente atual a trama de O Acontecimento, premiado filme da diretora Audrey Diwan que chegou na quinta-feira (7) aos cinemas brasileiros. A história da jovem francesa que busca interromper uma gravidez indesejada em 1963 dialoga com dois acontecimentos reais das últimas semanas: o caso da menina de 11 anos que, vítima de

Julia Ducournau abraça horror corporal em “Titane”, vencedor da Palma de Ouro

Os filmes da cineasta francesa Julia Ducournau são daqueles que permanecem com você por horas, até dias, goste-se ou não deles. Seu primeiro longa-metragem, Grave (2016) - também conhecido pelo título em inglês, Raw -, dividiu o público por seu conteúdo gráfico e controverso, com relatos de pessoas que passaram mal e desmaiaram durante a exibição no Festival de Toronto.

Com “Ataque dos Cães”, Jane Campion faz seu melhor filme desde “O Piano”

Ciente do risco de desencorajar a leitura deste texto, a primeira coisa que eu diria sobre Ataque dos Cães, o excelente novo trabalho de Jane Campion, é que quanto menos o espectador souber sobre o filme antes de assisti-lo, melhor. Não se trata de evitar spoilers, porque o longa premiado em Veneza não se apoia em reviravoltas narrativas nem no

Candidato da Geórgia ao Oscar, “Beginning” faz estudo sobre mulher no limite

"Tudo o que você tem é o tempo", disse, certa vez, a cineasta Chantal Akerman (1950-2015). "Nos meus filmes, você está ciente de cada segundo que passa, através do seu corpo. Você está diante de si mesmo. Você está cara a cara com o outro. É a partir deste face a face fundamental que seu senso de responsabilidade se inicia." Este

Sofia Coppola investiga conflitos geracionais em “On the Rocks”

Começa muito bem o novo filme de Sofia Coppola, On the Rocks, produção original da Apple TV que chega à plataforma nesta sexta-feira (23). Na primeira cena, Laura (Rashida Jones) e Dean (Marlon Wayans) trocam olhares e sorrisos durante sua festa de casamento. Depois, a câmera movimenta-se lentamente pelo vestido branco, o terno e outras peças de roupa jogadas, até

Alice Wu questiona o amor romântico juvenil em “Você Nem Imagina”

Boa parte do público descobrirá o trabalho da cineasta Alice Wu graças à chegada de Você Nem Imagina ao catálogo da Netflix. Esta atípica comédia romântica adolescente estreou no streaming em 1º de maio, 16 anos depois de Wu lançar seu primeiro e até então único longa-metragem, Livrando a Cara (2004). Leia também: 5 filmes sobre jovens estrelados, dirigidos e escritos por mulheres Apoie: Colabore com o Mulher

Indicado a três Oscar, “O Escândalo” conta caso real de assédio na TV americana

Um ano antes de o caso Harvey Weinstein ganhar as manchetes do mundo, outro nome poderoso da mídia americana esteve no centro de dezenas de acusações de assédio sexual: Roger Ailes, então presidente e CEO do canal de notícias a cabo Fox News. Esta história menos conhecida pelo público brasileiro, mas não menos importante, é contada em O Escândalo, filme

Greta Gerwig celebra e atualiza a clássica história de “Adoráveis Mulheres”

Dar cara nova a uma história clássica era o desafio da diretora e roteirista Greta Gerwig em Adoráveis Mulheres, filme que estreia nesta quinta-feira (9) nos cinemas e é a mais recente versão para as telas do livro escrito por Louisa May Alcott (1832-1888). Sucesso de vendas desde que foi publicada pela primeira vez, em 1868, a obra já foi

“As Panteras” ganha nova roupagem, mas entrega mais do mesmo

O mundo precisa de uma nova versão de As Panteras? Esta pergunta se apresentou logo no momento em que um reboot moderno da franquia foi anunciado, e segue valendo agora que o longa-metragem, escrito e dirigido por Elizabeth Banks, chegou aos cinemas brasileiros. Estreias: Os filmes escritos, dirigidos e estrelados por mulheres em cartaz Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e acesse conteúdo

Ponto de vista é questão central em “Retrato de Uma Jovem Em Chamas”

A diretora francesa Céline Sciamma sabe abordar temas por vezes ásperos com notável delicadeza. Fez isso em seu longa de estreia, Lírios d’Água, falando da descoberta do amor e da sexualidade no conturbado período da adolescência; no aclamado Tomboy (2012), que mostra a transgeneridade no contexto da infância; e repete o feito em Retrato de Uma Jovem Em Chamas (2019),

Top