Sofia Coppola investiga conflitos geracionais em “On the Rocks”

Começa muito bem o novo filme de Sofia Coppola, On the Rocks, produção original da Apple TV que chega à plataforma nesta sexta-feira (23). Na primeira cena, Laura (Rashida Jones) e Dean (Marlon Wayans) trocam olhares e sorrisos durante sua festa de casamento. Depois, a câmera movimenta-se lentamente pelo vestido branco, o terno e outras peças de roupa jogadas, até

Alice Wu questiona o amor romântico juvenil em “Você Nem Imagina”

Boa parte do público descobrirá o trabalho da cineasta Alice Wu graças à chegada de Você Nem Imagina ao catálogo da Netflix. Esta atípica comédia romântica adolescente estreou no streaming em 1º de maio, 16 anos depois de Wu lançar seu primeiro e até então único longa-metragem, Livrando a Cara (2004). Leia também: 5 filmes sobre jovens estrelados, dirigidos e escritos por mulheres Apoie: Colabore com o Mulher

Indicado a três Oscar, “O Escândalo” conta caso real de assédio na TV americana

Um ano antes de o caso Harvey Weinstein ganhar as manchetes do mundo, outro nome poderoso da mídia americana esteve no centro de dezenas de acusações de assédio sexual: Roger Ailes, então presidente e CEO do canal de notícias a cabo Fox News. Esta história menos conhecida pelo público brasileiro, mas não menos importante, é contada em O Escândalo, filme

Greta Gerwig celebra e atualiza a clássica história de “Adoráveis Mulheres”

Dar cara nova a uma história clássica era o desafio da diretora e roteirista Greta Gerwig em Adoráveis Mulheres, filme que estreia nesta quinta-feira (9) nos cinemas e é a mais recente versão para as telas do livro escrito por Louisa May Alcott (1832-1888). Sucesso de vendas desde que foi publicada pela primeira vez, em 1868, a obra já foi

“As Panteras” ganha nova roupagem, mas entrega mais do mesmo

O mundo precisa de uma nova versão de As Panteras? Esta pergunta se apresentou logo no momento em que um reboot moderno da franquia foi anunciado, e segue valendo agora que o longa-metragem, escrito e dirigido por Elizabeth Banks, chegou aos cinemas brasileiros. Estreias: Os filmes escritos, dirigidos e estrelados por mulheres em cartaz Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e acesse conteúdo

Ponto de vista é questão central em “Retrato de Uma Jovem Em Chamas”

A diretora francesa Céline Sciamma sabe abordar temas por vezes ásperos com notável delicadeza. Fez isso em seu longa de estreia, Lírios d’Água, falando da descoberta do amor e da sexualidade no conturbado período da adolescência; no aclamado Tomboy (2012), que mostra a transgeneridade no contexto da infância; e repete o feito em Retrato de Uma Jovem Em Chamas (2019),

“De Peito Aberto” busca fortalecer discussões sobre aleitamento materno

Seis meses de aleitamento materno exclusivo é o que recomenda a Organização Mundial da Saúde. Parece algo bastante simples, um tempo mínimo fácil de ser concretizado - mas não é. Em cartaz nos cinemas, o documentário De Peito Aberto, dirigido por Graziela Mantoanelli, mostra que, mais do que nunca, é necessário que homens e mulheres falem sobre esse assunto. Apoie: Colabore com

“Pássaros de Verão” recorre à tragédia grega para falar do narcotráfico na Colômbia

Os cineastas colombianos Ciro Guerra e Cristina Gallego são conhecidos pelo elogiado O Abraço da Serpente (2016), longa-metragem que ele dirigiu e ela produziu e que foi indicado ao Oscar de filme estrangeiro. Agora, voltam aos cinemas com Pássaros de Verão, que narra a ascensão, a queda e o fim trágico de um clã wayúu. Em cartaz no Brasil desde

Indicado ao Oscar, documentário “A Juíza” homenageia Ruth Bader Ginsburg

O documentário A Juíza (RBG, no título original), que concorreu ao Oscar e estreia nesta quinta-feira (23) nos cinemas brasileiros, é uma homenagem à norte-americana Ruth Bader Ginsburg, de 86 anos, e ao amor pelo serviço que exerce na Suprema Corte dos Estados Unidos há quase três décadas. Leia também: Suprema é retrato sem brilho da juíza Ruth Bader Ginsburg Apoie: Colabore com

“Varda por Agnés” é autobiografia e filme-despedida de Agnès Varda

É inegável o legado deixado pela cineasta Agnès Varda (1928-2019), que morreu no último mês de março, aos 90 anos. Diretora pioneira, ela foi nome fundamental da nouvelle vague, influente tanto na ficção quanto no documentário, a única mulher a ganhar a Palma de Ouro honorária e a primeira diretora a ganhar o Oscar pelo conjunto da obra. Em mais de 60 anos de carreira, manteve-se como uma

Top