Marcélia Cartaxo celebra relançamento e atualidade de “A Hora da Estrela”

Quase quatro décadas se passaram desde que Marcélia Cartaxo, então com 19 anos, estreou no cinema como Macabéa, a inesquecível personagem criada por Clarice Lispector e levada às telas por Suzana Amaral. Agora aos 60, e vivendo um dos grandes momentos da carreira, Cartaxo assiste ao relançamento de A Hora da Estrela (1985), que volta às salas nesta quinta-feira (16)

Carol Duarte: “Para mim, cinema ainda tem muito mistério e descoberta”

Quando chegou ao set de La Chimera, filme da italiana Alice Rohrwacher que estreia nesta quinta-feira (25), a atriz Carol Duarte tinha A Vida Invisível, de Karim Aïnouz, como sua única outra experiência profissional no cinema. Os projetos têm algumas semelhanças: ambos têm a francesa Hélène Louvart na direção de fotografia, ambos são coproduções internacionais (Brasil e Alemanha em um

“Zona de Exclusão” faz retrato corajoso de crise humanitária na Europa

Dois acontecimentos movimentaram a carreira internacional de Zona de Exclusão, filme de Agnieszka Holland que estreou nesta quinta-feira (18) nos cinemas brasileiros. Primeiro, a conquista do Prêmio Especial do Júri na edição mais recente do Festival de Veneza; depois, a feroz campanha contra o longa que foi promovida por líderes de extrema direita da Polônia, país natal da diretora, conhecida

Belize Pombal: “A gente não é o que dizem que a gente é”

Ainda estamos no mês de abril, mas já dá para dizer que 2024 tem sido um ano e tanto para a atriz Belize Pombal. Depois de se destacar como Quitéria na primeira fase da nova versão de Renascer, ela agora volta às telas como Geíza em Justiça 2, série original da Globoplay que estreia nesta quinta-feira (11). Apoie: Colabore com o Mulher

10 filmes sobre a ditadura militar para ver no streaming

Em 2024 completam-se 60 anos do golpe de 1964, que deu início a mais de duas décadas de ditadura militar no Brasil. Neste período, o governo cancelou eleições, censurou a imprensa e atuou com brutalidade, perseguindo, prendendo, torturando e assassinando opositores. Leia também: Como diretoras brasileiras retrataram a ditadura militar Saiba mais: Apoie o Mulher no Cinema e tenha acesso a conteúdo exclusivo Para

Oscar 2024: Veja todas as mulheres premiadas na edição deste ano

Emma Stone, Da’Vine Joy Randolph, Justine Triet e Kiyoko Shibuya foram premiadas na 96ª edição do Oscar, realizada neste domingo (10). O grande vencedor da noite foi Oppenheimer, de Christopher Nolan, que rendeu estatuetas a duas mulheres: a montadora Jennifer Lame e a produtora Emma Thomas. Leia também: Kiyoko Shibuya é terceira mulher a vencer Oscar de efeitos visuais Histórico: Veja todas

Oscar 2024: Veja todas as mulheres indicadas ao prêmio deste ano

Sessenta e nove mulheres estão indicadas em 18 categorias da 96ª edição do Oscar, que ocorre neste domingo (10). Pela primeira vez, três longas-metragens dirigidos por mulheres concorrem ao prêmio de melhor filme: Anatomia de uma Queda, de Justine Triet, Barbie, de Greta Gerwig, e Vidas Passadas, de Celine Song.  Todas as três diretoras estão indicadas, também, a prêmios de roteiro (assim como Samy Burch,

Crítica: “Anatomia de uma Queda” questiona percepções do espectador

Dirigido pela francesa Justine Triet, Anatomia de uma Queda chegou aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (25) com credenciais de respeito: venceu a Palma de Ouro no Festival de Cannes, figurou nas listas de melhores do ano publicadas pelas revistas Sight and Sound e Cahiers du Cinéma, dominou a última edição do Prêmio do Cinema Europeu e recebeu cinco indicações ao

Mia McKenna-Bruce alça voo em “How To Have Sex”: “Atuei sem medo de errar”

O ano que passou foi no mínimo marcante para Mia McKenna-Bruce, protagonista do premiado filme How To Have Sex, disponível no catálogo da MUBI. Em questão de poucos meses, a atriz inglesa de 26 anos passou por duas experiências intensas em si mesmas, e mais ainda quando combinadas: tornou-se mãe e estrela de cinema. Leia também: Tudo sobre os bastidores de

Apesar de “Barbie”, estudos apontam estagnação para diretoras em Hollywood

Greta Gerwig com os atores Ryan Gosling e Margot Robbie no set de "Barbie" - Foto: Divulgação

O estrondoso sucesso de Barbie pode dar a impressão de que as coisas estão mudando significativamente no que diz respeito à contratação de diretoras pelos grandes estúdios americanos. No entanto, não é isso o que mostram os dois principais estudos sobre igualdade de gênero em Hollywood: na verdade, a participação das mulheres por trás das câmeras continuou bastante reduzida em

Top