Marcélia Cartaxo celebra relançamento e atualidade de “A Hora da Estrela”

Quase quatro décadas se passaram desde que Marcélia Cartaxo, então com 19 anos, estreou no cinema como Macabéa, a inesquecível personagem criada por Clarice Lispector e levada às telas por Suzana Amaral. Agora aos 60, e vivendo um dos grandes momentos da carreira, Cartaxo assiste ao relançamento de A Hora da Estrela (1985), que volta às salas nesta quinta-feira (16)

“Eu Também Não Gozei”: Veja uma cena inédita do filme que estreia em Tiradentes

Uma mãe solo está no centro de Eu Também Não Gozei, documentário da diretora Ana Carolina Marinho que foi selecionado para a principal competição da 27ª Mostra de Cinema de Tiradentes. A primeira exibição mundial do filme, marcada para 22 de janeiro, integra a programação da Mostra Aurora, dedicada a produções independentes de realizadores com até três longas-metragens. Leia também: 10

Diretoras de “Vai e Vem” mergulham no cinema experimental feito por mulheres

Foram diversas as motivações de quem começou algum tipo de projeto durante a pandemia: preencher as inesperadas horas livres que tinham de ser passadas dentro de casa, distrair-se da tristeza e do medo, registrar o momento histórico, tentar entender a realidade que parecia sair de um filme ou fazer algo de produtivo para afastar a ideia de que meses (anos?)

Veja o trailer de “Incompatível com a Vida”, premiado documentário de Eliza Capai

Grande vencedor do É Tudo Verdade e qualificado para concorrer ao Oscar 2024, o documentário Incompatível com a Vida, de Eliza Capai, chega aos cinemas brasileiros em 16 de novembro. O Mulher no Cinema divulga com exclusividade o novo trailer do longa (veja abaixo), que terá distribuição da Descoloniza Filmes. Incompatível com a Vida é o quarto e mais pessoal longa-metragem de

Veja o trailer de “Vai e Vem”, inspirado em mulheres do cinema experimental

Depois de rodar por festivais nacionais e estrangeiros, o documentário Vai e Vem chegará aos cinemas brasileiros em 16 de novembro. O Mulher no Cinema divulga o trailer com exclusividade (veja abaixo).  Vai e Vem é um diálogo fílmico entre a cineasta brasileira Fernanda Pessoa, conhecida por Histórias que Nosso Cinema (não) Contava" (2017) e Zona Árida (2019), e a realizadora brasileiro-mexicana

Festival do Rio: veja os longas dirigidos por mulheres na mostra Première Brasil

Vinte e quatro longas-metragens dirigidos ou codirigidos por mulheres poderão ser vistos na mostra Première Brasil da edição deste ano do Festival do Rio. Com mais de 200 títulos na programação, incluindo curtas, séries e produções estrangeiras, o evento fica em cartaz na capital fluminense entre os dias 5 e 15 de outubro.  Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e acesse

“Pedágio”, de Carolina Markowicz, segue na disputa para representar Brasil no Oscar

Pedágio, de Carolina Markowicz, é o único longa-metragem dirigido por uma mulher que segue na disputa para representar o Brasil na busca por uma indicação ao Oscar de melhor filme internacional em 2024. A lista de pré-selecionados foi divulgada nesta terça-feira (5) pela Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais, responsável pela escolha do candidato brasileiro. Saiba mais: Veja todas as diretoras

Mulheres dirigiram 6 dos 28 filmes que podem representar o Brasil no Oscar

Seis longas dirigidos por mulheres estão entre os 28 títulos habilitados a representar o Brasil na busca por uma indicação ao Oscar de melhor filme internacional em 2024. A lista foi divulgada nesta segunda-feira (28) pela Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais, responsável pela escolha do candidato brasileiro. Saiba mais: Veja todas as diretoras que concorreram ao Oscar de filme internacional Apoie: Colabore

Veja as mulheres que ganharam o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2023

Dira Paes, Lina Chamie, Adriana Esteves e Carolina Markowicz foram algumas das mulheres premiadas na 22ª edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, realizada nesta quarta-feira (23) no Rio de Janeiro. Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e acesse conteúdo exclusivo A premiação, promovida pela Academia Brasileira de Cinema, consagrou Marte Um, de Gabriel Martins, que ganhou oito troféus, incluindo melhor longa-metragem de ficção.

Top