Festival do Rio: veja os filmes brasileiros dirigidos por mulheres na programação

Vinte e quatro filmes brasileiros dirigidos por mulheres estão na programação da edição deste ano do Festival do Rio, realizada na capital fluminense entre 9 e 19 de dezembro. Além dos títulos nacionais, o evento também exibe filmes de outros países, completando uma seleção de mais de 100 produções. Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e acesse conteúdo exclusivo Como sempre, os

Aletéia Selonk: “Produção audiovisual brasileira está unida, resistindo e lutando”

Comemorando 15 anos à frente da Okna Produções, Aletéia Selonk pode dizer que acompanhou de perto as muitas transformações do cinema brasileiro neste período. Quando criou a empresa, em 2006, a Agência Nacional do Cinema (Ancine) já existia, mas ferramentas que fizeram diferença na produção ainda viriam a se desenvolver - como o Fundo Setorial do Audiovisual, fundamental para o

Online e gratuito, Cabíria Festival exibe 35 filmes e homenageia Lucia Murat

Trinta e cinco filmes dirigidos por mulheres estão na programação da terceira edição do Cabíria Festival - Mulheres & Audiovisual, que começa nesta quarta-feira (6) e vai até 17 de outubro. Pelo segundo ano consecutivo, o festival será realizado online, com todas as sessões gratuitas para o público de todo o país. Entrevista: "Acredito realmente que este horror vai terminar", diz

Diretoras dominam categorias de curta do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

Cineastas mulheres mostraram força nas categorias de curta-metragem e de documentário do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, que anunciou seus indicados na última semana. Filmes dirigidos ou codirigidos por mulheres representam três dos cinco concorrentes a melhor longa documental e 12 dos 18 curtas na disputa. A força das mulheres no curta já tinha sido demonstrada no ano passado, quando dirigiram

“Carro Rei”, de Renata Pinheiro, vence Gramado; veja todas as premiadas

Dirigido por Renata Pinheiro, Carro Rei ganhou o principal troféu do Festival de Gramado, encerrado neste sábado (21). O longa pernambucano era um de três títulos dirigidos por mulheres na competitiva nacional de Gramado - e todos eles receberam múltiplos prêmios. Entrevista: Renata Pinheiro fala sobre Brasil em Carro Rei: "É um filme do caos" Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e tenha

Renata Pinheiro retrata contexto brasileiro em “Carro Rei”: “É um filme do caos”

Não são poucos os temas que Renata Pinheiro aborda em seu novo longa-metragem, Carro Rei, que faz sua estreia nacional na competição do Festival de Gramado. Selecionado também para o Festival de Roterdã, o filme toca em questões como o domínio da indústria automobilística, o embate entre homens e máquinas, o impacto da tecnologia e das fake news, o descaso

“O Novelo”: Diretora e roteirista falam sobre filme que estreia em Gramado

É apropriado que a primeira exibição de O Novelo, longa-metragem dirigido por Claudia Pinheiro, aconteça no Festival de Cinema de Gramado. De certa forma, foi no evento gaúcho que o filme, uma adaptação da peça homônima de Nanna de Castro, começou a tomar forma - ao menos no que diz respeito ao elenco. Leia também: Como assistir aos filmes dirigidos por

Lucia Murat: “Acredito realmente que este horror vai terminar”

Mais de trinta anos separam Que Bom Te Ver Viva, o primeiro longa-metragem da cineasta Lucia Murat, de Ana. Sem título, o décimo terceiro, em cartaz nos cinemas de Brasília, Fortaleza, Niterói, Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador. Mas os dois filmes têm mais em comum do que a diretora: ambos navegam entre a ficção e o

Conheça Camilla Rocha Campos, criadora das performances de “Ana. Sem título”

Criar a obra e o posicionamento político de uma artista brasileira, negra, perseguida pela ditadura militar - e fictícia. Esta foi a missão de Camilla Rocha Campos em Ana. Sem título, filme da diretora Lucia Murat que está em cartaz nos cinemas de Brasília, Fortaleza, Niterói, Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador. Lucia Murat: "Acredito realmente que

Sinai Sganzerla filma Helena Ignez: ‘Queria que ela contasse sua própria história’

Quem é Helena Ignez? Há várias respostas possíveis para a pergunta que abre A Mulher da Luz Própria, documentário que Sinai Sganzerla dirigiu sobre a vida e a obra da mãe, e que estreou este mês no Curta!On, a plataforma de streaming do canal Curta!, disponível também no Now. Entrevista: Autora, Helena Ignez rejeita título de musa: “A voz da musa é

Top