Globo de Ouro indica apenas homens para prêmios de direção e melhor filme

Nenhuma mulher foi indicada ao prêmio de direção na edição deste ano do Globo de Ouro, que anunciou seus indicados na segunda-feira (12). Além disso, nenhum longa dirigido por uma mulher vai concorrer nas duas categorias principais, de melhor filme dramático e melhor filme de comédia ou musical. Apoie: Seja apoiador do Mulher no Cinema e acesse conteúdo exclusivo Mulheres concorreram e venceram

Veja o trailer legendado de “Entre Mulheres”, filme dirigido por Sarah Polley

Entre Mulheres, o aguardado novo filme da diretora canadense Sarah Polley, ganhou o primeiro trailer legendado em português [veja abaixo]. Cotado para o Oscar, o longa tem distribuição da Universal Pictures e chegará aos cinemas brasileiros em 2 de março de 2023.  Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e acesse conteúdo exclusivo Polley também é autora do roteiro, uma adaptação do romance da escritora

5 filmes dirigidos por mulheres para ver no streaming em dezembro

Todos os meses o Mulher no Cinema publica uma lista com dicas de filmes dirigidos por mulheres que você pode assistir online, em plataformas de streaming como Netflix, Amazon Prime Video, MUBI, HBO Max, Now, Telecine, Belas à La Carte, FILMICCA, Globoplay, Reserva Imovision, entre outras. Leia também: 10 filmes e séries para conhecer a obra de Jane Campion Saiba mais: Documentário recupera

5 filmes dirigidos por mulheres para ver no streaming em setembro

Todos os meses o Mulher no Cinema publica uma lista com dicas de filmes dirigidos por mulheres que você pode assistir online, em plataformas como Netflix, Amazon Prime Video, HBO Go, Now, Telecine, Belas à La Carte, Google Play, iTunes e YouTube, entre outras. Leia também: 10 filmes com mulheres na direção de fotografia para ver online Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e tenha acesso a

“Alias Grace” explora ambiguidade da obra de Margaret Atwood

Se o bom momento das séries de televisão motivou a expressão "Peak TV", ou "auge da TV", não há dúvida de que também estamos vivendo o "Peak Atwood". A brincadeira criada pela imprensa americana ressalta o fato de que, com quase 80 anos, a escritora canadense Margaret Atwood experimenta a fase mais popular da carreira, graças a dois seriados inspirados

Baseada em Margaret Atwood, série “Alias Grace” já está na Netflix

A série Alias Grace, adaptação de Vulgo Grace, de Margaret Atwood, entrou no catálogo da Netflix nesta sexta-feira (3). Ambientada nos anos 1840, a trama é centrada em Grace Marks, presa sob acusação de ajudar a assassinar o patrão. Com seis episódios, a série produzida pela emissora canadense CBC tem um belo time de mulheres: o texto é de Sarah Polley, roteirista e diretora de Longe Dela (2006) e Histórias que Contamos (2012); a

Baseada em Margaret Atwood, “Alias Grace” chegará à Netflix em novembro

Fãs da obra da escritora Margaret Atwood já podem marcar o dia 3 de novembro no calendário: a partir desta data estarão disponíveis na Netflix todos os episódios da série Alias Grace, adaptação do livro Vulgo Grace. A história é ambientada nos anos 1840 e centrada em Grace Marks, uma mulher que é presa sob acusação de ter ajudado a assassinar o patrão. Com seis episódios,

Baseado em Margaret Atwood, “Alias Grace” estreará em Toronto

A aguardadíssima série Alias Grace, inspirada na obra da escritora Margaret Atwood, fará sua estreia mundial no Festival de Cinema de Toronto, que ocorre em setembro na cidade canadense. Produção da emissora CBC que também será exibida pela Netflix, a série de seis episódios é uma adaptação de Vulgo Grace. A história é ambientada nos anos 1840 e centrada em Grace Marks, uma

Veja o teaser de “Alias Grace”, série que adapta Margaret Atwood

Fãs de The Handmaid's Tale já têm uma nova série para aguardar: Alias Grace, também baseada na obra da escritora Margaret Atwood. O projeto é cheio de mulheres talentosas: a produção e o roteiro são de Sarah Polley, roteirista e diretora de Longe Dela (2006) e Histórias que Contamos (2012), e a direção é de Mary Harron, de Psicopata Americano (2000). A atriz Sarah Gadon será a

12 diretoras entram na lista da BBC de 100 filmes do século 21

Doze filmes dirigidos por mulheres entraram na lista de 100 melhores do século 21, publicada pela BBC nesta terça-feira (23). Os títulos foram escolhidos por 177 críticos de diferentes países, que puderam votar em filmes lançados do ano 2000 para cá. De acordo com a BBC, 31% dos profissionais votantes foram mulheres. O filme de diretora mais bem posicionado é Encontros e

Top