Primeiro longa de Carla Simón vai representar a Espanha no Oscar

Verano 1993, primeiro longa-metragem da diretora Carla Simón, foi escolhido como o representante oficial da Espanha na busca por uma indicação ao Oscar de filme estrangeiro. Exibido e duas vezes premiado na mostra Generation Kplus do Festival de Berlim, o filme é ambientado na Catalunha em 1993 e acompanha uma garota de seis anos que vai morar com o tio após

Filme de Hanna Slak vai representar Eslovênia no Oscar

Miner, dirigido pela cineasta Hanna Antonina Wojcik Slak, vai representar a Eslovênia no Oscar. O longa entrará na disputa por uma inédita indicação do país ao Oscar de filme estrangeiro. Baseado em história real, o longa conta a história de Alija, um mineiro bósnio que migra para a Eslovênia. Em uma mina abandonada, ele descobre restos de vítimas assassinadas como retaliação depois da Segunda Guerra

Filme de Angelina Jolie será o candidato do Camboja ao Oscar

First They Killed My Father, dirigido por Angelina Jolie e produzido pela Netflix, será o candidato do Camboja a uma vaga na disputa pelo Oscar de filme estrangeiro. O longa já está disponível para streaming ao redor do mundo e entrou em cartaz nos cinemas do país, do qual Jolie, nascida nos Estados Unidos, é cidadã. Baseado no livro homônimo  e

“Tempestad”, de Tatiana Huezo, será candidato do México no Oscar

O documentário Tempestad, dirigido por Tatiana Huezo, vai representar o México na busca por uma indicação ao Oscar de filme estrangeiro. O filme narra histórias de mulheres para mostrar as brutais consequências do tráfico de seres humanos. O México já foi indicado na categoria, mas nunca ganhou o prêmio. Concorrer ao Oscar de filme estrangeiro é um processo de três fases. Primeiro, cada país

Codirigido por Kristina Grozeva, “Glory” representará a Bulgária no Oscar

Glory, longa-metragem escrito e dirigido por Kristina Grozeva e Petar Valchanov que estreou nesta quinta-feira (14) no Brasil, será o candidato da Bulgária ao Oscar de filme estrangeiro. Leia também: Cinco filmes dirigidos por mulheres concorrem à indicação brasileira ao Oscar Exibido no Festival de Locarno, Glory conta a história de Tsanko Petrov, um trabalhador ferroviário que encontra uma enorme quantia de dinheiro nos trilhos

Polônia escolhe “Spoor”, de Agnieszka Holland, como candidato ao Oscar

Um longa dirigido por Agnieszka Holland, de Filhos da Guerra (1990) e Na Escuridão (2011), será o representante da Polônia no Oscar. Exibido no Festival de Berlim, Spoor vai tentar uma vaga na disputa pela estatueta de filme estrangeiro. O filme se passa na temporada de caça da Polônia e é centrado em Janina Duszejko (Agnieszka Mandat-Grabka), uma ativista pelos direitos dos

Patty Jenkins dirigirá sequência de “Mulher-Maravilha”

A diretora Patty Jenkins vai dirigir a sequência de Mulher-Maravilha, informou a imprensa americana nesta segunda-feira (11). A atriz Gal Gadot já estava confirmada para a continuação, que chegará aos cinemas em 2019. A cineasta assumiu a direção de Mulher-Maravilha depois da saída de Michelle McLaren, mas seu contrato era para apenas um longa-metragem. A renovação era esperada após o sucesso mundial da produção, que tornou-se

Top