Diretora argentina Lucrecia Martel vai presidir o júri do Festival de Veneza

A cineasta argentina Lucrecia Martel será a presidente do júri da edição deste ano do Festival de Veneza, que ocorre de 28 de agosto a 7 de setembro. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (24). Entrevista: “A pobreza do cinema latino é não representar a sociedade”, diz Lucrecia Martel O diretor do festival, Alberto Barbera, definiu Lucrecia como "a diretora mais importante da

Meryl Streep faz 70: relembre as 21 vezes em que a atriz disputou o Oscar

Uma das atrizes mais queridas e premiadas do cinema americano, Meryl Streep completa 70 anos neste sábado (22). Entre os muitos fatos notáveis sobre a carreira da artista está um recorde: ela é a campeã de indicações ao Oscar tanto entre as atrizes quanto entre os atores. Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e tenha acesso a conteúdo exclusivo O Mulher no Cinema celebra os

Veja as mulheres indicadas ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

Carolina Jabor e Gabriela Amaral Almeida disputarão o troféu de direção no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, entregue pela Academia Brasileira de Cinema. Carolina concorre pelo trabalho em Aos Teus Olhos e Gabriela, por O Animal Cordial. Ela são as únicas mulheres entre os cinco indicados. Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e tenha acesso a conteúdo exclusivo Neste ano, nenhum filme dirigido por

Filmes dirigidos por mulheres ganham principais prêmios do Olhar de Cinema

Filmes dirigidos por mulheres foram premiados nas principais categorias do Olhar de Cinema - Festival Internacional de Cinema de Curitiba, encerrado nesta terça-feira (12). O júri da mostra competitiva entregou o troféu de melhor filme para Diz a Ela que Me Viu Chorar, de Maíra Bühler. O longa de documentário acompanha o cotidiano de pessoas que participam de um programa de “redução de

“Fênix Negra”: Perguntas e respostas (sem spoilers) sobre o novo filme dos X-Men

Fênix Negra chega aos cinemas nesta quinta-feira (6) como o décimo segundo filme do universo X-Men, uma franquia longa, irregular e marcada por muitos personagens, acontecimentos e viagens no tempo.  Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e acesse conteúdo exclusivo Diante destas idas e vindas, o Mulher no Cinema preparou um pequeno guia com perguntas e respostas - sem spoilers - para quem quer

Cinema da diretora Juliana Rojas é tema de mostra gratuita no Itaú Cultural em SP

"Sinfonia da Necrópole", de Juliana Rojas

Parte da obra da diretora, roteirista e montadora Juliana Rojas será exibida no mês de junho no Itaú Cultural em São Paulo (SP). Intitulada "O Cinema Fantástico de Juliana Rojas", a mostra integra a programação das Terças de Cinema do Itaú Cultural, que começam sempre às 19h e são abertas ao público. Entrevista: Juliana Rojas e Marco Dutra falam de As Boas

Dos 4 filmes de diretoras na principal mostra de Cannes, 3 foram premiados

A neozelandesa Jane Campion continuou sendo a única cineasta mulher a ganhar a Palma de Ouro no Festival de Cannes depois de Parasites, de Bong Joon-ho, ser anunciado como o ganhador da edição deste ano. Mas eis um dado interessante: dos quatro filmes dirigidos por mulheres que estavam entre os 21 títulos da competição principal, três receberam troféus neste sábado (25). Leia também: Dirigido por Mati Diop,

Filme de Céline Sciamma ganha prêmio de roteiro em Cannes

A francesa Céline Sciamma ganhou o prêmio de melhor roteiro no Festival de Cannes por seu novo filme, Portrait de la Jeune Fille en Feu. O longa era tido como um dos favoritos à Palma de Ouro, que foi entregue a Parasites, de Bong Joon-ho. Com isso, o tabu de Cannes com as mulheres se manteve: O Piano (1993), da neozelandesa Jane Campion, continua

“Atlantique”, de Mati Diop, ganha Grand Prix em Cannes

Atlantique, primeiro longa da diretora francesa de origem senegalesa Mati Diop, ganhou o Grand Prix no Festival de Cannes deste ano. O júri presidido por Alejandro González Iñárritu anunciou os vencedores da edição 2019 do evento em cerimônia realizada neste sábado (25). Conhecida pelo trabalho como atriz em 35 Doses de Rum (2008), de Claire Denis, Diop foi a primeira mulher negra a

Brasileiro ‘A Vida Invisível de Eurídice Gusmão’ vence mostra Um Certo Olhar em Cannes

O cinema brasileiro ganhou um importante prêmio nesta sexta-feira (24) no Festival de Cannes. A Vida Invisível de Eurídice Gusmão, dirigido por Karim Aïnouz e estrelado por Carol Duarte e Julia Stockler, foi escolhido o melhor filme da mostra Um Certo Olhar. Leia também: Veja os principais prêmios recebidos por mulheres em Cannes Palma de Ouro: Conheça os filmes dirigidos por mulheres que já

Top