Diretoras brasileiras respondem: qual o melhor filme dirigido por mulher do ano?

Quais os melhores filmes de 2018 de acordo com quem faz cinema? Pelo terceiro ano consecutivo, o Mulher no Cinema publica uma lista muito especial: nela, os destaques do ano que termina são escolhidos não pelos críticos ou pelo público, mas por diretoras brasileiras. Participe: Seja apoiador do Mulher no Cinema e acesse conteúdos exclusivos Leia também: 10 filmes escritos ou dirigidos por mulheres para ver no

5 filmes de diretoras para ver em dezembro na Netflix

Todo mês o Mulher no Cinema escolhe cinco filmes dirigidos por mulheres que podem ser vistos em casa mesmo, no conforto da Netflix. São títulos de diferentes gêneros, que mostram a variedade da produção e ajudam nos dias em que a vontade de ver um filme é grande, mas a inspiração não vem. Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e tenha acesso a conteúdo e

Documentário de Angela Zoé quer apresentar Henfil às novas gerações

Apresentar a obra de um dos mais importantes artistas brasileiros às novas gerações: este é o objetivo de Henfil, documentário dirigido por Angela Zoé sobre a vida e a carreira de Henrique de Souza Filho (1944-1988), cartunista, escritor e jornalista que foi um dos principais nomes de O Pasquim. Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e tenha acesso a conteúdo e prêmios exclusivos Em cartaz

Claire Atherton sobre Chantal Akerman: “Ela pertence a todos os lugares”

"É", "está", "pertence", "acredita". O tempo verbal no presente é frequentemente usado pela montadora Claire Atherton para se referir à Chantal Akerman, diretora belga que morreu há três anos. A escolha já se justificaria pelo legado inegavelmente vivo deixado pela cineasta, mas ganha ainda mais sentido no caso de alguém que colaborou com ela durante cerca de três décadas e

Exposição inédita leva videoinstalações de Chantal Akerman ao Rio

Uma das mais importantes cineastas de todos os tempos é tema de exposição inédita no Rio de Janeiro. Em cartaz no Oi Futuro até 27 de janeiro, Chantal Akerman: Tempo Expandido reúne videoinstalações da diretora belga na primeira grande exibição solo de seu trabalho desde sua morte, em 2015. Akerman ainda estava viva quando o diretor artístico Beto Amaral começou a pensar

Tatiana Lohmann e Roberta Estrela D’Alva lançam luz sobre o slam e o Brasil

No momento em que montavam o trailer de Slam: Voz de Levante, documentário já em cartaz nos cinemas, as diretoras Roberta Estrela D'Alva e Tatiana Lohmann consideraram a possibilidade de serem alvos de ataques nas redes sociais. Uma breve passagem pela página do filme do Facebook mostra que elas estavam certas: entre os 2,8 mil comentários postados no vídeo, publicado em 18 de

“Sequestro Relâmpago” coloca Marina Ruy Barbosa em situação-limite

Tata Amaral é uma das grandes diretoras do cinema brasileiro, ao lado de nomes como Anna Muylaert e Laís Bodanzky. Seus filmes são obrigatórios, principalmente para os cinéfilos -  do primeiro longa-metragem, Um Céu de Estrelas (1996), no qual Leona Cavalli é uma mulher tomada refém por seu namorado, ao drama Hoje (2011), com Denise Fraga, sobre a ditadura militar no Brasil.  Estreias da

Anna Jadowska sobre ‘Rosas Selvagens’: ‘Queria criar personagem complexa e real’

"Estamos em um momento de mudança. A sociedade está profundamente dividida, as mulheres estão sob enorme pressão e não sabemos o que vai acontecer". Esta declaração poderia ser sobre o Brasil atual, mas na verdade foi feita há um ano pela diretora e roteirista polonesa Anna Jadowska, ao receber um prêmio no Festival de Cinema de Estocolmo por seu filme

Mulheres são maioria na disputa por prêmio de direção no Spirit Awards

Mulheres são maioria na disputa pelo prêmio de direção na edição 2019 do Independent Spirit Awards, conhecido como o Oscar do cinema independente. As indicações foram anunciadas nesta sexta-feira (16). Leia também: Brasileiras são indicadas ao Oscar do cinema independente Três mulheres estão na disputa: Debra Granik, por Não Deixe Rastros; Tamara Jenkins, por Mais Uma Chance (que está na nossa lista de

Veja o trailer de “Sueño Florianópolis”, filme de Ana Katz rodado no Brasil

Escrito e dirigido pela cineasta argentina Ana Katz, Sueño Florianópolis é uma coprodução entre Brasil, Argentina e França que estreia nesta quinta-feira (15) como parte da Sessão Vitrine Petrobras. Entrevista: "Maternidade pode estar ligada à aventura", diz Ana Katz O filme foi exibido no Festival do Rio e na Mostra Internacional de Cinema em São Paulo. Ambientado nos anos 1990, conta a

Top