Documentário de Ana Rieper resgata trajetória de Clementina de Jesus

A cantora Clementina de Jesus (1901-1987) é tema do novo documentário de Ana Rieper, diretora de Vou Rifar Meu Coração (2011) e Cinco Vezes Chico: O Velho e sua Gente (2015). O filme, intitulado Clementina, faz sua estreia mundial na Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, com três sessões programadas. Saiba mais: Conheça todos os filmes dirigidos por mulheres na

Todos os filmes dirigidos por mulheres na programação da Mostra de SP

Nadine Labaki, Teresa Villaverde, Mia Hansen-Love, Wanuri Kahiu, Glenda Nicácio e Tata Amaral são algumas das diretoras com filmes na programação da 42ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, em cartaz de 18 a 31 de outubro. Os filmes dirigidos por mulheres representam cerca de 29% do line-up da Mostra, uma porcentagem similar à registrada no ano passado. No total, são

Mulheres dirigiram 23% dos candidatos ao Oscar de filme estrangeiro

Apenas 20 dos 87 filmes inscritos na disputa pelo Oscar de filme estrangeiro foram dirigidos ou codirigidos por mulheres – o equivalente a 23%. O índice está abaixo do registrado no ano passado, de 28%, mas acima do percentual de 2016, de 18%. Saiba mais: Veja todos os longas de diretoras que concorreram ao Oscar de filme estrangeiro Leia também: Academia anuncia

Mulheres dirigiram 4 dos 9 longas de ficção na competição do Festival do Rio

Quatro filmes dirigidos ou codirigidos por mulheres estão entre os nove títulos de ficção que integram a principal mostra competitiva do Festival do Rio. No ano passado, mulheres dirigiram sete dos noves longas. As ficções dirigidas por mulheres que competem na Première Brasil 2018 são A Sombra do Pai, de Gabriela Amaral Almeida; Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée

Helena Ignez relembra suas personagens marcantes

Em cartaz nos cinemas com A Moça do Calendário, seu quinto longa-metragem como diretora, Helena Ignez também tem uma carreira notável como atriz. Em mais de 50 anos de carreira, trabalhou em alguns dos filmes mais importantes do cinema brasileiro, como O Assalto ao Trem Pagador (1962), O Bandido da Luz Vermelha (1968) e A Mulher de Todos (1969). Entrevista: Autora,

Tailândia escolhe filme de Anucha Boonyawatanya como candidato ao Oscar

Dirigido pela cineasta Anucha Boonyawatanya, Malila: The Farewell Flower será o candidato da Tailândia a uma indicação ao Oscar de filme estrangeiro. O país nunca concorreu na categoria. Malila conta a história de amor entre dois homens: Shane, um fazendeiro, e Pitch, artista que trabalha com ornamentos feitos de plantas e flores, conhecidos como bai sri, e tem uma doença terminal. Saiba mais: Todos os

Lucrecia Martel fala sobre seus filmes favoritos no acervo da Criterion Collection

O Parque Macabro (1962) e Mistérios e Paixões (1991) estão entre os filmes favoritos de Lucrecia Martel. É o que mostra um vídeo divulgado pela Criterion Collection, no qual a cineasta visita o escritório da empresa de distribuição de vídeo. Entrevista: "Pobreza do cinema latino é não representar a sociedade", diz Lucrecia Martel Martel foi convidada a selecionar alguns de seus filmes favoritos

Noruega escolhe filme da diretora Iram Haq como candidato ao Oscar

A Noruega escolheu What Will People Say como seu candidato na busca por uma indicação ao Oscar de filme estrangeiro. O longa é dirigido por Iram Haq, cineasta norueguesa de origem paquistanesa. What Will People Say acompanha Nisha, adolescente que vive na Noruega mas é enviada de volta ao Paquistão depois de seu pai, muito conservador, encontrá-la com o namorado. O filme foi exibido

Filme da diretora Mouly Surya será o candidato da Indonésia ao Oscar

A Indonésia escolheu Marlina the Murderer in Four Acts, terceiro longa-metragem da diretora Mouly Surya, como seu candidato ao Oscar de filme estrangeiro. A produção foi exibida na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes. De acordo com o Hollywood Reporter, trata-se de um "neo-faroeste feminista". Ambientando na ilha indonésia de Sumba, o filme conta a história de Marlina, jovem viúva

Argélia escolhe filme de Yasmine Chouikh como seu representante no Oscar

Pela segunda vez em sua história, a Argélia escolheu um longa-metragem dirigido por mulher como seu candidato ao Oscar de filme estrangeiro. Este ano, o representante do país na premiação será Until the End of Time, de Yasmine Chouikh. Saiba mais: Todos os longas de diretoras que já disputaram o Oscar de filme estrangeiro O filme conta uma história de amor ambientada em um cemitério:

Top