Documentário de Jane Magnusson traça perfil honesto de Bergman

Pelo título brasileiro, Bergman - 100 anos pode parecer um documentário um tanto quanto óbvio, criado sob medida para a comemoração do centenário de nascimento do diretor sueco Ingmar Bergman (1918-2007). Mas o filme de Jane Magnusson se distancia do formato convencional ao eleger o ano de 1957 como fio condutor e ao abordar tanto a genialidade quanto as características

Trailer: “Alguma Coisa Assim” registra período de 10 anos

Dirigido por Mariana Bastos e Esmir Filho, o longa-metragem Alguma Coisa Assim estreia em 26 de julho no Brasil e acompanha três momentos-chave na vida dos amigos Mari (Caroline Abras) e Caio (André Antunes). Tudo começou com o curta-metragem homônimo, lançado em 2006 e premiado no Festival de Cannes. A equipe se reuniu em 2013 para dar sequência à história, captando

“Você Nunca Esteve Realmente Aqui”: veja o trailer do filme de Lynne Ramsay

Finalmente temos trailer e data de estreia nacional para Você Nunca Esteve Realmente Aqui, longa-metragem dirigido por Lynne Ramsay que ganhou dois prêmios no Festival de Cannes do ano passado: o de melhor roteiro para a própria cineasta e o de melhor ator para Joaquin Phoenix. No filme, o primeiro da diretora escocesa desde Precisamos Falar Sobre o Kevin (2011), Phoenix interpreta um veterano

5 filmes de diretoras para ver em julho na Netflix

Todo mês o Mulher no Cinema escolhe cinco filmes dirigidos por mulheres que podem ser vistos em casa mesmo, no conforto da Netflix. São títulos de diferentes gêneros, que mostram a variedade da produção feminina e ajudam naqueles dias em que a vontade de ver um filme é grande, mas a inspiração não vem. Veja os destaques do mês de julho: "Forever Pure" [Israel/Reino Unido/Rússia,

Cate Shortland vai dirigir filme solo da Viúva Negra

A diretora australiana Cate Shortland foi escolhida para dirigir Viúva Negra, filme solo da heroína dos quadrinhos da Marvel que será estrelado por Scarlett Johansson. Shortland é conhecida por Lore (2012) e A Síndrome de Berlim (2017). De acordo com o Hollywood Reporter, a Marvel se reuniu com mais de 70 cineastas, e Johansson apoiou a escolha por Shortland. Ainda de

Veja os projetos vencedores do Fundo Avon de Mulheres no Audiovisual

Cristiane de Oliveira, Sabrina Fidalgo, Safira Moreira, Larissa Ribeiro e Tatiana Lohmann foram as vencedoras da primeira edição do Fundo Avon de Mulheres no Audiovisual (F.A.M.A.). O anúncio foi feito durante a cerimônia de encerramento do FIM - Festival Internacional de Mulheres no Cinema nesta quarta-feira (11). De acordo com Carolina Gomes, da área de marketing da Avon, foram inscritos mais de

“O Animal Cordial”: Veja o trailer do terror brasileiro dirigido por Gabriela Amaral Almeida

Saiu o trailer do terror O Animal Cordial, primeiro longa-metragem de Gabriela Amaral Almeida, diretora de curtas como Uma Primavera (2011), A Mão que Afaga (2012) e Estátua (2014). O filme estreia em 9 de agosto nos cinemas. Leia também: 5 filmes de terror dirigidos por mulheres para ver na Netflix Em O Animal Cordial, um restaurante de classe média de São Paulo é invadido por dois ladrões armados, que rendem o

Amy Schumer tenta, mas não salva roteiro fraco de “Sexy por Acidente”

Tem sido surpreendentemente difícil a passagem de Amy Schumer da televisão para o cinema. A atriz e comediante parecia ter tudo para deslanchar na telona embalada pelo sucesso de seu programa de esquetes, mas seus filmes tem ficado muito abaixo da expectativa. Foi assim com Descompensada (2015), depois com Viagem das Loucas (2016) e agora com Sexy por Acidente, que chegou às salas

Veja o trailer de “50 São os Novos 30”, dirigida por Valérie Lemercier

Valérie Lemercier escreve, dirige e atua em 50 São os Novos 30, comédia que chega aos cinemas brasileiros em 28 de julho depois de integrar a programação do Festival Varilux de Cinema Francês. Lemercier interpreta Marie-Francine, uma mulher de 50 anos que, após ser considerada velha demais pelo marido e demitida do emprego, volta a morar na casa dos pais. Tomando

O que um quadro do “Caldeirão do Huck” pode dizer sobre a mulher no cinema?

Um pico de acessos muito alto e muito rápido, pouco usual para uma tarde de sábado, chamou a minha atenção durante o rotineiro acompanhamento da audiência do Mulher no Cinema neste fim de semana. Igualmente curiosa se mostrava a lista de textos mais lidos do dia: o primeiro era uma conversa com a diretora Laís Bodanzky publicada há quase um ano; o

Top