7 filmes dirigidos por mulheres para ver online e de graça no Mix Brasil

Mais de cem filmes poderão ser vistos gratuitamente na 28ª edição do Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade, que ocorre de 11 a 22 de novembro. Por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), neste ano a maior parte das sessões será online e acessível a espectadores de qualquer parte do Brasil. Leia também: Tudo sobre os bastidores de Retrato

Anne Mota sobre “Alice Júnior”: “Pessoas trans devem protagonizar suas histórias”

Anne Celestino Mota tinha 12 anos quando encontrou, no YouTube, um filme que marcaria sua vida. Era My Secret Self, um programa documental exibido pela rede americana ABC em 2007 e que conta histórias de pessoas trans com seis, dez e 16 anos de idade. Até então, Anne não conhecia o termo "transgênero". Mas ali, diante da tela do computador,

Kate Winslet e Saoirse Ronan se apaixonam no trailer de “Ammonite”

Kate Winslet e Saoirse Ronan são as estrelas de Ammonite, aguardado longa-metragem que fará sua estreia no Festival de Toronto, em setembro. O filme é baseado na história real da paleontóloga Mary Anning (1799-1847) e de seu relacionamento com a geóloga Charlotte Murchison (1788-1869). Leia também: 10 filmes com mulheres na direção de fotografia para ver online Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e tenha

“Secreto e Proibido”: Veja o trailer do documentário original da Netflix

A Netflix divulgou o trailer do documentário Secreto e Proibido, que narra a história de amor de Terry Donahue e Pat Henschel. Dirigido por Chris Bolan, o filme estará disponível a partir de 29 de abril. Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e tenha acesso a conteúdo exclusivo Donahue é conhecida por ter jogado na liga feminina de beisebol que inspirou o filme Uma

Ponto de vista é questão central em “Retrato de Uma Jovem Em Chamas”

A diretora francesa Céline Sciamma sabe abordar temas por vezes ásperos com notável delicadeza. Fez isso em seu longa de estreia, Lírios d’Água, falando da descoberta do amor e da sexualidade no conturbado período da adolescência; no aclamado Tomboy (2012), que mostra a transgeneridade no contexto da infância; e repete o feito em Retrato de Uma Jovem Em Chamas (2019),

“The L Word: Generation Q”: Veja o primeiro teaser do revival

The L Word está de volta! A emissora americana Showtime divulgou nesta quinta-feira (22) o primeiro teaser do revival da série, intitulado The L Word: Generation Q. A estreia nos EUA será em dezembro. Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e tenha acesso a conteúdo exclusivo Inscreva-se: Curso “Mulheres no Cinema” abre inscrições para nova edição em SP Exibida entre 2004 e 2009, The L Word foi uma

Céline Sciamma é primeira mulher a ganhar a Queer Palm em Cannes

O novo filme de Céline Sciamma, Portrait de la Jeune Fille en Feu, ganhou a Queer Palm, prêmio entregue ao melhor filme com temática LGBTQ do Festival de Cannes. É a primeira vez que um longa dirigido por mulher leva o troféu, criado há dez anos pelo jornalista Franck Finance-Madureira. Leia também: Veja os principais prêmios recebidos por mulheres em Cannes Palma de Ouro: Conheça os

Morre Barbara Hammer, pioneira do cinema experimental e lésbico

A pioneira cineasta americana Barbara Hammer morreu neste sábado (16), aos 79 anos. Diagnosticada com câncer de ovário em 2006, nos últimos anos ela tinha se tornado ativista pelo direito de morrer, e recentemente concedeu o que seria sua entrevista final para revista New Yorker. Hammer é referência no cinema queer e ficou conhecida internacionalmente por filmes que retratam a cultura lésbica e

Brunna Laboissière conta bastidores de ‘Fabiana’, filme sobre caminhoneira trans

O primeiro longa-metragem da diretora Brunna Laboissière surgiu de um hábito: pegar carona pelas estradas do Brasil. Estudando Arquitetura e Urbanismo em São Paulo, ela costumava viajar assim para visitar os pais em sua cidade natal, Goiânia. Um dia, foi surpreendida ao ver quem dirigia o caminhão que parou para que ela subisse na boleia: não era um homem, como costumava

Proibido pelo governo do Quênia, “Rafiki” retrata amor entre jovens mulheres

Segundo longa da diretora Wanuri Kahiu, Rafiki chega à Mostra Internacional de Cinema em São Paulo depois de tornar-se o primeiro filme queniano selecionado para o Festival de Cannes. Ser exibido em seu próprio país, porém, não foi nada fácil: Rafiki foi banido pelo governo, que alegou como justificativa "a temática homossexual e clara intenção em promover o lesbianismo no Quênia". A

Top