“Retrato de uma Jovem em Chamas”: os bastidores do aclamado filme de Céline Sciamma

Foi em 19 de maio de 2019 que Retrato de uma Jovem em Chamas, quarto longa da francesa Céline Sciamma, fez sua estreia mundial no Festival de Cannes e deu início a uma impressionante trajetória de sucesso. O troféu de roteiro e a Queer Palm (entregue ao melhor filme com temática LGBTQ+) seriam apenas os primeiros de dezenas de prêmios

7 grandes diretoras para ver no streaming do Telecine

Onde posso assistir aos filmes de Agnès Varda? Como faço para conhecer a obra de Naomi Kawase? Qual o trabalho mais recente de Lucrecia Martel? Em tempos de distanciamento social, muita gente tem se dedicado a conhecer ou se aprofundar na obra de grandes nomes da história do cinema.  Dica: Tudo o que você precisa saber sobre o documentário Mulheres em Hollywood Saiba mais: Veja

Estreias da semana: as mulheres que chegam às salas

Toda semana o Mulher no Cinema prepara uma lista com os filmes dirigidos, escritos e/ou centrados em mulheres que chegam às salas do Brasil. Veja as estreias desta quinta-feira, 9 de janeiro. Crítica: Greta Gerwig celebra e atualiza o clássico Adoráveis Mulheres Leia também: Ponto de vista é questão central em Retrato de uma Jovem em Chamas Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e tenha acesso a

Ponto de vista é questão central em “Retrato de Uma Jovem Em Chamas”

A diretora francesa Céline Sciamma sabe abordar temas por vezes ásperos com notável delicadeza. Fez isso em seu longa de estreia, Lírios d’Água, falando da descoberta do amor e da sexualidade no conturbado período da adolescência; no aclamado Tomboy (2012), que mostra a transgeneridade no contexto da infância; e repete o feito em Retrato de Uma Jovem Em Chamas (2019),

7 filmes dirigidos ou protagonizados por mulheres para ver no Festival Mix Brasil

Quase 60 filmes, entre curtas e longas-metragens, estão na programação da edição deste ano Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade, que ocorre de 13 a 20 de novembro em São Paulo. Sessões e eventos serão realizados em seis espaços: Centro Cultural da Diversidade, Centro Cultural São Paulo, Cine Olido, CineSesc, Espaço Itaú de Cinema e Museu da Imagem e

Dos 4 filmes de diretoras na principal mostra de Cannes, 3 foram premiados

A neozelandesa Jane Campion continuou sendo a única cineasta mulher a ganhar a Palma de Ouro no Festival de Cannes depois de Parasites, de Bong Joon-ho, ser anunciado como o ganhador da edição deste ano. Mas eis um dado interessante: dos quatro filmes dirigidos por mulheres que estavam entre os 21 títulos da competição principal, três receberam troféus neste sábado (25). Leia também: Dirigido por Mati Diop,

Filme de Céline Sciamma ganha prêmio de roteiro em Cannes

A francesa Céline Sciamma ganhou o prêmio de melhor roteiro no Festival de Cannes por seu novo filme, Portrait de la Jeune Fille en Feu. O longa era tido como um dos favoritos à Palma de Ouro, que foi entregue a Parasites, de Bong Joon-ho. Com isso, o tabu de Cannes com as mulheres se manteve: O Piano (1993), da neozelandesa Jane Campion, continua

Céline Sciamma é primeira mulher a ganhar a Queer Palm em Cannes

O novo filme de Céline Sciamma, Portrait de la Jeune Fille en Feu, ganhou a Queer Palm, prêmio entregue ao melhor filme com temática LGBTQ do Festival de Cannes. É a primeira vez que um longa dirigido por mulher leva o troféu, criado há dez anos pelo jornalista Franck Finance-Madureira. Leia também: Veja os principais prêmios recebidos por mulheres em Cannes Palma de Ouro: Conheça os

Guia de Cannes: os filmes dirigidos por mulheres que estão no festival

Apenas quatro filmes dirigidos por mulheres estão entre os 21 concorrentes à Palma de Ouro do Festival de Cannes, que começa nesta terça-feira (14). Como as últimas edições do evento, a 72ª deve servir de palco para discussões sobre a igualdade de gênero no cinema e a representação feminina nos festivais. Leia também: Veja os principais prêmios recebidos por mulheres em Cannes Palma de Ouro: Conheça

Quatro diretoras disputarão Palma de Ouro em Cannes

Quatro filmes dirigidos por mulheres estão entre os 18 que concorrerão à Palma de Ouro na edição deste ano do Festival de Cannes. Apesar de muito baixo, o índice representa uma melhora no histórico do evento: a única outra vez em que quatro mulheres estiveram na competição foi em 2011, quando havia 20 concorrentes. Leia também: Veja os principais prêmios recebidos por

Top