Fernanda Pessoa sobre pornochanchada e ditadura: ‘Cinema nos conecta ao passado’

O que os filmes da pornochanchada têm a dizer sobre os anos de ditadura militar? Para muitos, o gênero cinematográfico mais produzido e assistido no Brasil na década de 1970 nada mais foi do que uma diversão escapista de qualidade no mínimo questionável. Mas não para a diretora Fernanda Pessoa, que chega às salas nesta quinta-feira (23) com o documentário Histórias

Estreias da semana: as mulheres que chegam às salas

Toda semana o Mulher no Cinema prepara uma lista com os filmes dirigidos, escritos e/ou centrados em mulheres que chegam às salas do Brasil. Veja as estreias desta quinta-feira, 23 de agosto. "Benzinho" [Brasil, 2017] Irene (Karine Teles) mora com o marido Klaus (Otávio Müller) e seus quatro filhos. Ela está terminando os estudos enquanto se desdobra para complementar a renda da casa e ajudar

5 perguntas para Julia Rezende, diretora de “Como É Cruel Viver Assim”

Era 2011 quando o ator Marcelo Valle apresentou o texto da peça Como É Cruel Viver Assim, de Fernando Ceylão, à diretora Julia Rezende. Ele pensava em um espetáculo para os palcos, mas ela achou que naquelas páginas existia um filme. "Fiquei encantada com a mistura de crítica social, drama humano, humor e pegada pop", contou a cineasta, em entrevista

7 filmes para ver no Festival de Gramado

Catorze longas-metragens integram as mostras competitivas da 46ª edição do Festival de Cinema de Gramado, que começa nesta sexta-feira (17) e fica em cartaz na cidade gaúcha até o dia 25 de agosto. Apenas quatro destes longas são dirigidos por mulheres: dois deles estão entre os nove da competição brasileira, enquanto os outros dois estão entre os cinco da competição estrangeira.

Lynne Ramsay aborda trauma e violência em “Você Nunca Esteve Realmente Aqui”

Novo filme de Lynne Ramsay, Você Nunca Esteve Realmente Aqui finalmente chega aos cinemas brasileiros, mais de um ano após receber dois prêmios no Festival de Cannes: ator para Joaquin Phoenix e roteiro para a própria diretora. Saiba mais: Veja os principais prêmios que as mulheres ganharam em Cannes Fãs da escocesa estão de certa forma acostumados a esperar: em mais de 20

Mercedes Cooper fala sobre o Array e como é trabalhar com Ava DuVernay

Mercedes Cooper era estudante de economia quando, em 1999, deixou os Estados Unidos pela primeira vez e desembarcou no Brasil para um curso de três meses na Universidade de São Paulo. Não planejava trabalhar com cinema, mas muito do que sabia sobre o País vinha dos filmes que assistira em sala de aula: Xica da Silva (1976), Bye Bye, Brazil

5 filmes para ver na Mostra Mundo Árabe de Cinema

Começa nesta quarta-feira (8) a 13ª edição da Mostra Mundo Árabe de Cinema, que fica em cartaz até o dia 27 de agosto em dois espaços da cidade de São Paulo: o Centro Cultural Banco do Brasil e o Cinesesc. Abaixo, veja cinco filmes dirigidos ou estrelados por mulheres que serão exibidos no festival. Para consultar dias e horários de exibição,

5 filmes de diretoras para ver em agosto na Netflix

Todo mês o Mulher no Cinema escolhe cinco filmes dirigidos por mulheres que podem ser vistos em casa mesmo, no conforto da Netflix. São títulos de diferentes gêneros, que mostram a variedade da produção feminina e ajudam naqueles dias em que a vontade de ver um filme é grande, mas a inspiração não vem. Veja os destaques do mês de agosto: "O Afogamento" [The Drowning,

Sem a graça do filme original, novo “Mamma Mia” se salva com Cher

Considerando que Mamma Mia! (2008) faturou mais de US$ 600 milhões nas bilheterias, é surpreendente que Hollywood tenha levado dez anos para lançar a sequência, Lá Vamos Nós de Novo!, que estreia nesta quinta-feira (2). O longo intervalo não significou nenhuma grande alteração na fórmula, e o novo longa também tem como base a história de mãe e filha contada pelo

Mariana Bastos fala sobre filmar efeitos do tempo em ‘Alguma Coisa Assim’

"Boyhood brasileiro" é como está sendo apelidado o longa-metragem Alguma Coisa Assim, dirigido pela dupla Mariana Bastos e Esmir Filho. Em cartaz nos cinemas, o filme acompanha a amizade de Mari (Caroline Abras) e Caio (André Antunes) em três momentos-chave, com filmagens realizadas em 2006, 2013 e 2016 - a maior parte em São Paulo, outra em Berlim. Em cartaz: Veja

Top