17 mulheres que deveriam dirigir “Batgirl”, segundo os leitores

Que mulher você contrataria para dirigir o novo filme da personagem Batgirl? Foi esta a pergunta que fizemos aos leitores do Mulher no Cinema, via Twitter, depois de o roteirista e diretor Joss Whedon anunciar sua saída do projeto. Leia também: Por que poucos blockbusters são dirigidos por mulheres? Números: Mulheres dirigiram 11% das maiores bilheterias de 2017 Animados com a possibilidade de ter

Shailene Woodley, Laura Dern e Zoë Kravitz continuarão em “Big Little Lies”

Depois de Reese Witherspoon e Nicole Kidman, as atrizes Shailene Woodley, Laura Dern e Zoë Kravitz também estão confirmadas na segunda temporada da série Big Little Lies. O anúncio foi feito pela HBO na sexta-feira (16). No mês passado, a emissora anunciou um reforço de peso para o elenco: a atriz Meryl Streep, que vai interpretar Mary Louise Wright, mãe de Perry Wright,

Nova temporada de “Big Little Lies” será dirigida por Andrea Arnold

Reese Witherspoon e Nicole Kidman estão confirmadas para a segunda temporada de Big Little Lies, oficialmente anunciada pela HBO nesta sexta-feira (8). Os novos episódios da série serão dirigidos por Andrea Arnold, dos longas Marcas da Vida (2006), Aquário (2009) e Docinho da América (2016), e ganhadora do Oscar de curta por Wasp (2003). Vídeo: Veja o teaser da segunda temporada da série The Handmaid's Tale Leia também: Big

#52FilmsByWomen de outubro: Niki Caro, Isabel Coixet, Eliane Caffé, Cate Shortland, Andrea Arnold

Estes foram os filmes vistos em outubro como parte da campanha #52FilmsByWomen: O Zoológico de Varsóvia (2017), da neozelandesa Niki Caro - Este é o sexto longa-metragem da diretora, que tem dois projetos em pré-produção no momento: uma versão live-action de Mulan e um filme sobre Maria Callas (com esse pôster belíssimo da atriz Noomi Rapace no papel). O filme tem como

5 filmes dirigidos por mulheres para ver na Netflix

Todo mês o Mulher no Cinema escolhe cinco filmes dirigidos por mulheres que podem ser vistos em casa mesmo, no conforto da Netflix. São títulos de diferentes gêneros, que mostram a variedade da produção feminina e ajudam naqueles dias em que a vontade de ver um filme é grande, mas a inspiração não vem. Veja os destaques do mês de fevereiro: "Docinho da

Duas mulheres disputam prêmio de direção no Oscar do cinema independente

Duas mulheres disputam o prêmio de direção no Independent Spirit Awards, conhecido como o Oscar do cinema independente americano. Andrea Arnold, de Docinho da América, e Kelly Reichardt, de Certas Mulheres, concorrem ao lado de três homens: Barry Jenkins (Moonlight), Pablo Larraín (Jackie) e Jeff Nichols (Loving). Docinho da América é um dos líderes de indicações e concorre em seis categorias, incluindo melhor filme. Ganhador

12 diretoras entram na lista da BBC de 100 filmes do século 21

Doze filmes dirigidos por mulheres entraram na lista de 100 melhores do século 21, publicada pela BBC nesta terça-feira (23). Os títulos foram escolhidos por 177 críticos de diferentes países, que puderam votar em filmes lançados do ano 2000 para cá. De acordo com a BBC, 31% dos profissionais votantes foram mulheres. O filme de diretora mais bem posicionado é Encontros e

Top