“Big Little Lies” terá segunda temporada dirigida por Andrea Arnold

Reese Witherspoon e Nicole Kidman estão confirmadas para a segunda temporada de Big Little Lies, oficialmente anunciada pela HBO nesta sexta-feira (8). Os novos episódios da série serão dirigidos por Andrea Arnold, dos longas Marcas da Vida (2006), Aquário (2009) e Docinho da América (2016), e ganhadora do Oscar de curta por Wasp (2003). Vídeo: Veja o teaser da segunda temporada da série The Handmaid's Tale Leia também: Big

5 filmes dirigidos por mulheres para ver na Netflix

Todo mês o Mulher no Cinema escolhe cinco filmes dirigidos por mulheres que podem ser vistos em casa mesmo, no conforto da Netflix. São títulos de diferentes gêneros, que mostram a variedade da produção feminina e ajudam naqueles dias em que a vontade de ver um filme é grande, mas a inspiração não vem. Veja os destaques do mês de fevereiro: "Docinho da

Duas mulheres disputam prêmio de direção no Oscar do cinema independente

Duas mulheres disputam o prêmio de direção no Independent Spirit Awards, conhecido como o Oscar do cinema independente americano. Andrea Arnold, de Docinho da América, e Kelly Reichardt, de Certas Mulheres, concorrem ao lado de três homens: Barry Jenkins (Moonlight), Pablo Larraín (Jackie) e Jeff Nichols (Loving). Docinho da América é um dos líderes de indicações e concorre em seis categorias, incluindo melhor filme. Ganhador

12 diretoras entram na lista da BBC de 100 filmes do século 21

Doze filmes dirigidos por mulheres entraram na lista de 100 melhores do século 21, publicada pela BBC nesta terça-feira (23). Os títulos foram escolhidos por 177 críticos de diferentes países, que puderam votar em filmes lançados do ano 2000 para cá. De acordo com a BBC, 31% dos profissionais votantes foram mulheres. O filme de diretora mais bem posicionado é Encontros e

“Docinho da América”: veja o trailer do filme premiado em Cannes

Foi divulgado o primeiro trailer de Docinho da América, novo filme da diretora Andrea Arnold, ganhador do Prêmio do Júri em  Cannes. Docinho da América também marca a estreia no cinema da atriz Sasha Lane, que interpreta Star, uma adolescente que viaja pelos Estados Unidos em uma vida de festas, amores e pequenos delitos. 19164

Cineastas homens dominam premiação do Festival de Cannes

Não foi desta vez que o Festival de Cannes premiou um filme dirigido por mulher com a Palma de Ouro (algo que só aconteceu uma vez - e há 23 anos). Considerado forte candidato pelos críticos, Toni Erdmann, de Maren Ade, foi ignorado pelo júri, que entregou o trofeu a I, Daniel Blake, de Ken Loach. Foi um final decepcionante para um festival

Top