“O Reencontro” é palco para grandes atrizes francesas

Duas das principais atrizes do cinema francês, Catherine Frot e Catherine Deneuve contracenam em O Reencontro, filme dirigido por Martin Provost que está em cartaz no Brasil após ser ter sido exibido no Festival Varilux.

Catherine Frot é Claire, uma parteira que ama seu trabalho, mas se prepara para ficar desempregada com o fechamento da clínica em que trabalha. Mãe solteira de um jovem adulto, ela leva uma vida regrada: não bebe, evita carne vermelha, vai ao trabalho de bicicleta e cultiva legumes orgânicos em uma pequena propriedade às margens do Rio Sena.

Catherine Deneuve é Béatrice, uma mulher extrovertida e de espírito livre que, sem endereço fixo, pernoita no apartamento abandonado de um conhecido em Paris. Fumante e grande apreciadora de bons vinhos e restaurantes, ela paga seus hábitos caros penhorando joias e tentando a sorte em sessões de jogatina.

Quando o reencontro do título acontece, o contraste entre as roupas coloridas de Béatrice e os tons sóbrios usados por Claire deixa claro que as duas mulheres têm personalidade e estilo de vida opostos. Trinta anos antes, Béatrice terminou seu relacionamento com o pai de Claire e trocou a família por uma nova aventura. Diagnosticada com câncer, ela telefona para a ex-enteada na esperança de se reconectar com o passado, sem saber que sua partida teve consequências sérias.

o reencontro

A trama de O Reencontro, portanto, é bem conhecida e gira em torno de um acerto de contas motivado pela possibilidade da morte. De forma pouco surpreendente, o choque entre personagens muito diferentes resultará na transformação de ambas: Claire deverá aprender a levar a vida com leveza; Béatrice, a considerar os sentimentos dos outros.

A questão do aprendizado é central para o filme, cujo título em francês, Sage femme, faz referência tanto à profissão de parteira quanto à sabedoria. Também autor do roteiro, Provost defende o valor das relações humanas e da experiência, mostrando o fechamento da clínica de Claire como sintoma de um mundo em que o cuidado pessoal e o conhecimento adquirido com o tempo importam menos do que os avanços da tecnologia.

O Reencontro só consegue ir além da mensagem e do melodrama graças ao excelente trabalho das duas atrizes. Frot ainda não é tão conhecida do grande público quanto Deneuve, mas sua presença em cena é igualmente forte, e a reunião de talentos é suficiente para dar algo de extraordinário a uma história comum.


Este filme passa no teste de Bechdel-Wallace. Clique para saber mais. “O Reencontro”
[Sage femme, França, 2017]
Direção: Martin Provost
Elenco: Catherine Frot, Catherine Deneuve, Olivier Gourmet.
Duração: 117 minutos

Deixe um comentário

Top