Quem é Maren Ade, a diretora alemã que brilhou em Cannes

"Muito depois que o júri do Festival de Cannes tiver se dissolvido e o mundo tiver esquecido quem ganhou os prêmios deste ano, a edição de 2016 será lembrada principalmente como o ano em que Maren Ade nos deu Toni Erdmann, um trabalho de grande beleza, grande sentimento e grande cinema." Assim escreveu a crítica de cinema Manohla Dargis no New

Top