Veja os principais prêmios conquistados por diretoras no Festival de Cannes

Um jejum de 28 anos foi encerrado na 74ª edição do Festival de Cannes: pela segunda vez na história, um filme dirigido por mulher venceu a Palma de Ouro

Titane, de Julia Ducournau, ganhou a principal competição do festival, que tinha apenas um total de quatro filmes dirigidos por mulheres entre os 24 concorrentes. Antes dela, apenas Jane Campion tinha recebido a Palma de Ouro – por O Piano (1993), que venceu em um empate com Adeus Minha Concubina, de Kaige Chen.

Palma de Ouro: Conheça os filmes dirigidos por mulheres que já concorreram
Premiados: Os filmes estrelados por mulheres que ganharam a Palma de Ouro
Saiba mais:
 Veja todas as mulheres que presidiram o júri de Cannes

Cinco mulheres, entre diretoras e atrizes, receberam a Palma de Ouro honorária: Jeanne Moreau, em 2003; Catherine Deneuve, em 2005; Jane Fonda, em 2007; Agnès Varda, em 2015; e Jodie Foster, em 2021.

Veja os filmes dirigidos por mulheres que ganharam os principais prêmios entregues pelo Festival de Cannes:

Palma de Ouro – concedida desde 1955 *

  • O Piano, de Jane Campion – 1993
  • Titane, de Julia Ducournau – 2021

Grande Prêmio – concedido desde 1967

  • Diary For My Children, de Márta Mészáros – 1984
  • A Floresta dos Lamentos, de Naomi Kawase – 2007
  • As Maravilhas, de Alice Rohrwacher – 2014
  • Atlantique, de Mati Diop – 2019

Prêmio do Júri – concedido desde 1951

  • O Quadro Negro, de Samira Makhmalbaf – 2000
  • Às Cinco da Tarde, de Samira Makhmalbaf – 2003
  • Marcas da Vida, de Andrea Arnold – 2006
  • Persépolis, de Marjane Satrapi e Vincent Paronnaud – 2007
  • Aquário, de Andrea Arnold – 2009
  • Polisse, de Maïwenn – 2011
  • Docinho da América, de Andrea Arnold – 2016
  • Cafarnaüm, de Nadine Labaki – 2018

Prêmio de melhor direção – concedido desde 1946

Prêmio de melhor roteiro – concedido desde 1949

  • Lost Boundaries, de Virginia Shaler, Alfred L. Werker e Eugene Ling – 1949
  • Questão de Imagem, de Agnès Jaoui e Jean-Pierre Bacri – 2004
  • Além das Montanhas, de Tatiana Niculescu Bran e Cristian Mungiu – 2012
  • Você Nunca Esteve Realmente Aqui, de Lynne Ramsay – 2017
  • Lazzaro Felice, de Alice Rohrwacher – 2018
  • Retrato de uma Jovem em Chamas, de Céline Sciamma – 2019

Palma de Ouro para curta-metragem (concedida desde 1975)

  • Peel, de Jane Campion – 1986
  • Palisade, de Laurie McInnes – 1987
  • Is It the Design on the Wrapper?, de Tessa Sheridan – 1997
  • When the Day Breaks, de Wendy Tilby e Amanda Forbis – 1999
  • Ver Llover, de Elisa Miller – 2007
  • Cross, de Maryna Vroda – 2011
  • All The Crows In The World, de Tang Yi – 2021

Prêmio Um Certo Olhar – concedido desde 1998

  • Unclenching the Fists, de Kira Kovalenko – 2021

Câmera de Ouro (melhor primeiro filme) – concedido desde 1978

  • Oriana, de Fina Torres – 1985
  • Noir et Blanc, de Claire Devers – 1986
  • Robinson Crusoe in Georgia, de Nana Dzhordzhadze – 1987
  • Salaam Bombay!, de Mira Nair – 1988
  • My 20th Century, de Ildikó Enyedi – 1989
  • Coming to Terms with the Dead, de Pascale Ferran – 1994
  • Love Serenade, de Shirley Barrett – 1996
  • Suzaku, de Naomi Kawase – 1997
  • Seaside, de Julie Lopes-Curval – 2002
  • Or, de Keren Yedaya – 2004
  • Eu, Você e Todos Nós, de Miranda July – 2005
  • Jellyfish, de Shira Geffen e Etgar Keret – 2007
  • Party Girl, de Marie Amachoukeli, Claire Burger e Samuel Theis) – 2014
  • Divinas, de Houda Benyamina – 2016
  • Jovem Mulher, de Léonor Sérraille – 2017
  • Murina, de Antoneta Alamat Kusijanovic – 2021

Prêmio Cinéfondation – concedido desde 1998

  • Second Hand, de Emily Young – 1999
  • Happy Now, de Frederikke Aspöck – 2004
  • Babá, de Zuzana Kirchnerová – 2009
  • Der Brief, de Doroteya Droumeva – 2011
  • Doroga na, de Taisia Igumentseva – 2012
  • Needle, de Anahita Ghazvinizadeh – 2013
  • Skunk, de Annie Silverstein – 2014
  • Share, de Pippa Bianco – 2015
  • Anna, de Or Sinai – 2016
  • Paul est là, de Valentina Maurel – 2017
  • Mano a Mano, de Louise Corvoisier – 2019

Letícia Mendes é jornalista e mestranda em estudos sobre as mulheres.

* De 1939 a 1954, o principal prêmio de Cannes era chamado de Grand Prix, nome que também vigorou entre 1964 e 1975. A partir daí, a Palma de Ouro se consolidou como o troféu máximo. Vale citar, também, que a edição de 1946 premiou 11 filmes com o Grand Prix, incluindo The Red Meadows, codirigido por Bodil Ipsen. O momento pré-Palma de Ouro e a menor ênfase no caráter competitivo desta edição justifica a não inclusão do título em listas sobre premiações femininas em Cannes.

* Texto atualizado em 17 de julho de 2021

One thought on “Veja os principais prêmios conquistados por diretoras no Festival de Cannes

Deixe um comentário

Top