7 filmes para não perder no festival Ponte Nórdica em SP

Cineastas mulheres são o grande destaque do festival Ponte Nórdica, que ocorre de 25 de agosto a 7 de setembro em São Paulo. A mostra exibe filmes de Dinamarca, Finlândia, Groenlândia, Islândia e Noruega, na maioria dirigidos por mulheres.

O festival também promove eventos focados na igualdade de gênero incluindo o debate “Mulher, imagem e mercado de trabalho”, que terá a presença de três cineastas – a brasileira Vera Egito, a sueca Katja Wik e a dinamarquesa May El-Toukhy -, além da diretora da Ancine, Debora Ivanov, e da mediadora Maristela Bizarro (WIFT Brasil). O evento será no sábado (27), às 16h, no Caixa Belas Artes.

No mesmo dia e local, mas às 18h30, Wik vai exibir e discutir cenas inéditas de seu novo filme, Ex-Mulher, atualmente em fase de finalização.  Ambos os eventos têm entrada franca.

Selecionamos sete filmes dirigidos e/ou estrelados por mulheres que estão na programação. Consulte os horários das sessões aqui.


a garota rei“A Garota Rei”
[The Girl King, Finlândia/Alemanha/Canadá/Suécia/França, 2015]
A história da rainha Cristina da Suécia, uma das figuras mais controversas da aristocracia europeia, que foi coroada em 1632, aos seis anos, e assumiu o trono aos 16. Estrelado por Malin Buska e Sarah Gadon, o filme tem como diretor Mika Kaurismäki.


brothers“Irmãos”
[Brødre, Noruega, 2015]
A documentarista Aslaugh Holm mostra o crescimento de seus dois filhos, Lucas e Markus, filmados durante uma década a partir dos cinco e oito anos, respectivamente.


a serious game“Um Jogo Sério”
[Den Allvarsmma Leken, Suécia, 2016]
Na virada do século 20 em Estocolmo, Avid e Lydia vivem um caso de amor. Separados por questões financeiras, eles se reencontram anos depois, quando ambos estão em casamentos por conveniência. Direção da cineasta Pernilla August e roteiro de Lone Scherfig.


martha and nici“Martha e Niki”
[Martha & Niki, Suécia, 2016]
Documentário da diretora Tora Mkandawire Mårtens sobre as dançarinas suecas Martha Nabwire e Niki Tsappos, que em 2010 se tornaram as primeiras mulheres a vencer a Juste Debout, mais importante  competição de dança de rua do mundo.


moral da história“Moral da História”
[Lang Historie Kort, Dinamarca, 2015]
A diretora May el-Toukhy (também autora do roteiro, em parceria com Maren Louise Käehne) acompanha os altos e baixos das vidas amorosas de um grupo de amigos, todos de 40 e poucos anos.


pessoas brancas“Pessoas Brancas”
[Det Vita Folket, Suécia, 2015]
A caminho do mercado, Alex é levada a uma prisão subterrânea onde pessoas aguardam a deportação para o país de onde vieram – ou do qual fugiram. Ela, porém, pretende escapar e ser livre novamente. Escrito e dirigido por Lisa Aschan, com Vera Vitali.


kitchen sink revolution“Revolução da Pia da Cozinha”
[Kitchen Sink Revolution, Islândia/Afeganistão/Suécia, 2015]
Documentário da diretora Halla Kristin Einarsdóttir sobre a Aliança Feminina, um partido político islandês só de mulheres, e os efeitos de sua criação nas eleições de 1982.

One thought on “7 filmes para não perder no festival Ponte Nórdica em SP

Deixe uma resposta para Ginette carpentieri Cancelar resposta

Top