Os filmes de mulheres que marcaram 2016

"Mãe Só Há Uma", de Anna Muylaert

Fazer lista de melhores filmes do ano é pedir para sofrer: tanta coisa que não deu para ver, tanta coisa boa que ficou de fora, tanta coisa. Mas aqui estou para listar dez longas-metragens - cinco dirigidos por mulheres e cinco estrelados por mulheres - que ficaram na minha memória em 2016. A única regra: que os filmes tenham estreado nos

Oscar 2016: só uma diretora disputa filme estrangeiro

Aquecendo os motores para o Oscar 2016, que ocorre em 28 de fevereiro, Mulher no Cinema vai publicar, diariamente, um breve perfil das profissionais femininas indicadas em cada categoria. Já falamos sobre as mulheres que disputam melhor filme, atriz, atriz coadjuvante, roteiro adaptado e roteiro original. Agora, saiba mais sobre o único longa com direção feminina que concorre ao troféu de melhor filme estrangeiro:

Citação da semana: Deniz Gamze Ergüven

"A questão da diversidade vai além da igualdade. Quando não temos filmes feitos por mulheres ou por grupos minoritários, estamos perdendo o ponto de vista de uma grande parte da humanidade. Isso limita nossa perspectiva. O cinema é como um pequeno Exército: existe autoridade. [Na direção] Há ideias pré-concebidas de força, da figura do macho alfa. Mas não sou assim. Uso vestidos

Crítica: “Cinco Graças”, dirigido por Deniz Gamze Ergüven

Único título dirigido por mulher na disputa pelo Oscar de filme estrangeiro, "Cinco Graças" é também o primeiro longa-metragem de Deniz Gamze Ergüven no longa-metragem. Nascida na Turquia e criada na França, a diretora de 37 anos estreia no cinema com um filme de mensagem forte e personagens vibrantes. Cinco jovens e talentosas atrizes formam o elenco: Ilayda Akdogan, Tugba Sunguroglu, Elit Iscan, Doga Doguslu e Günes

Estreias da semana: as mulheres que chegam às salas do Brasil

Toda semana o Mulher no Cinema lista os filmes dirigidos, escritos e/ou centrados em mulheres que chegam às salas do Brasil. Veja as estreias desta quinta-feira, 21 de janeiro. "Body" [Cialo, Polônia, 2015] Na Polônia, um perito criminal, sua filha anoréxica e a terapeuta da garota, que acredita poder se comunicar com pessoas mortas, têm suas histórias entrelaçadas. Escrito e dirigido por Malgorzata Szumowska. https://www.youtube.com/watch?v=xBmEC7kCFvM "Cinco Graças" [Mustang, Turquia/França/ Catar/Alemanha, 2015] Lale

Oscar: só uma diretora segue na disputa de filme estrangeiro

"Mustang" é o único longa dirigido por uma mulher que continua na disputa por uma indicação ao Oscar de filme estrangeiro. Com direção de Deniz Gamze Ergüven, o candidato francês à estatueta é semi-finalista junto com "O Novíssimo Testamento" (Bélgica), "O Abraço da Serpente" (Colômbia), "A War" (Dinamarca), "The Fencer" (Finlândia), "Labirinto de Mentiras" (Alemanha), "Filho de Saul", (Hungria), "Viva" (Irlanda) e

“Cinco Graças”: Veja o trailer do candidato francês ao Oscar

Falado em turco, "Cinco Graças" é o candidato da França ao Oscar de filme estrangeiro. É, também, o primeiro longa da diretora Deniz Gamze Ergüven, que escreveu o roteiro com Alice Winocour. O filme conta a história de Lale (Günes Sensoy) e suas quatro irmãs, que crescem em um vilarejo da Turquia. Após serem vistas brincando com garotos, a casa da avó

Top