Veja o trailer de “50 São os Novos 30”, dirigida por Valérie Lemercier

Valérie Lemercier escreve, dirige e atua em 50 São os Novos 30, comédia que chega aos cinemas brasileiros em 28 de julho depois de integrar a programação do Festival Varilux de Cinema Francês. Lemercier interpreta Marie-Francine, uma mulher de 50 anos que, após ser considerada velha demais pelo marido e demitida do emprego, volta a morar na casa dos pais. Tomando

Maryam Touzani e a mulher no Marrocos: “Regredimos a ritmo assustador”

Em 2015, a ficção franco-marroquina Muito Amadas provocou reação violenta ao colocar quatro prostitutas como protagonistas. Dirigido por Nabil Ayouch, o filme foi banido pelo governo do Marrocos e duramente criticado por autoridades religiosas, enquanto a atriz Loubna Abidar foi vítima de agressão física, recebeu ameaças de morte e teve de deixar o país. Leia também: 7 filmes escritos, dirigidos ou

“Vingança” quer dar visão feminina a gênero feito de clichês e sangue

Em cartaz no Brasil, o longa francês Vingança fez sua estreia no Festival de Toronto três semanas antes de virem à tona as primeiras denúncias de assédio e estupro contra o produtor americano Harvey Weinstein. Quando chegou ao circuito comercial, meses depois, já era considerado por muitos um filme para os tempos de #MeToo: a história de uma mulher que, após

Aïssa Maïga lidera manifestação de atrizes negras em Cannes

Depois de 82 mulheres usarem o tapete vermelho do Festival de Cannes para exigir igualdade de gênero, dezesseis atrizes negras voltaram ao mesmo local nesta quarta-feira (16) para exigir maior representatividade no cinema francês. Vídeo: Veja o discurso de Agnès Varda e Cate Blanchett em Cannes – com tradução Entrevista: "Cannes se interessou pelo Brasil que o Brasil nega", diz Renée Nader Messora Guia de Cannes: Veja

“A Número Um” aborda mulheres no mundo corporativo

Em 2000, Instituto de Beleza Vênus fez de Tonie Marshall a primeira e ainda única mulher a ganhar o troféu de direção no prêmio César, conhecido como o Oscar da França. Dezoito anos depois, a vitória ecoa em seu mais recente filme, A Número Um, que acompanha os esforços da protagonista para chegar a um lugar ao qual nenhuma outra

Veja o trailer de “A Número 1”, dirigido por Tonie Marshall

A diretora Tonie Marshall (Instituto de Beleza Vênus) e a atriz Emmanuelle Devos (Sobre Meus Lábios, Reis e Rainha) unem forças em A Número Um, drama francês que estreia nesta quinta-feira (8) nos cinemas brasileiros. Em A Número Um, a executiva de uma renomada empresa da França é abordada por uma rede de feministas influentes que quer ajudá-la a tornar-se a

Veja o discurso de Agnès Varda ao receber Oscar honorário

Agnès Varda tornou-se a primeira diretora a receber um Oscar pelo conjunto da obra. A cineasta belga foi homenageada neste sábado (11) em uma cerimônia em Los Angeles que também celebrou o roteirista e diretor americano Charles Burnett, o ator canadense Donald Sutherland e o diretor de fotografia americano Owen Roizman. Leia também: Agnès Varda é a primeira diretora a receber

Pouco original, “O Reencontro” se apoia no talento de grandes atrizes

Duas das principais atrizes do cinema francês, Catherine Frot e Catherine Deneuve contracenam em O Reencontro, filme dirigido por Martin Provost que está em cartaz no Brasil após ser ter sido exibido no Festival Varilux. Catherine Frot é Claire, uma parteira que ama seu trabalho, mas se prepara para ficar desempregada com o fechamento da clínica em que trabalha. Mãe solteira de um

Morre a atriz e diretora Jeanne Moreau, ícone do cinema francês

A atriz francesa Jeanne Moreau, estrela do clássico Jules e Jim (1962), de François Truffaut, morreu aos 89 anos em sua casa em Paris. A notícia foi dada por seu agente nesta segunda-feira (31). O presidente da França, Emmanuel Macron, divulgou um comunicado dizendo que a artista "personificava o cinema". Também diretora, roteirista e cantora, Jeanne nasceu em Paris em 1928.

Crítica: “Perdidos em Paris”, de Fiona Gordon e Dominique Abel

Uma bibliotecária atrapalhada, um mendigo apaixonado e uma velhinha foragida. São estes os protagonistas de Perdidos em Paris, coprodução de França e Bélgica que está em cartaz nos cinemas brasileiros após passar pelo Festival Varilux. Trata-se do quarto longa-metragem de Fiona Gordon e Dominique Abel, mas o primeiro em que a dupla não divide a direção com Bruno Romy. Casados na vida real, os dois se conheceram

Top