Veja os principais prêmios conquistados por mulheres no Festival de Cannes

Quatro filmes dirigidos por mulheres competirão pela Palma de Ouro na 72ª edição do Festival de Cannes, que será realizada de 14 a 25 de maio. Apesar de muito baixo, o índice representa uma melhora no histórico do evento: a única outra vez em que quatro mulheres estiveram na competição foi em 2011.

Leia também: Quatro diretoras competirão pela Palma de Ouro em 2019
Palma de Ouro: Conheça os filmes dirigidos por mulheres que já concorreram
Premiados: Os filmes estrelados por mulheres que ganharam a Palma de Ouro
Saiba mais:
 Veja todas as mulheres que presidiram o júri de Cannes

Até hoje, O Piano (1993), de Jane Campion, é o único longa-metragem com direção feminina a ganhar a Palma de Ouro – e, aliás, em um empate com Adeus Minha Concubina, de Kaige Chen.

Veja os filmes dirigidos por mulheres que ganharam os principais prêmios entregues pelo Festival de Cannes:

Palma de Ouro – concedida desde 1955 *

  • O Piano, de Jane Campion – 1993

Palma de Ouro honorária – sem periodicidade fixa

Grande Prêmio – concedido desde 1967

  • Diary For My Children, de Márta Mészáros – 1984
  • A Floresta dos Lamentos, de Naomi Kawase – 2007
  • As Maravilhas, de Alice Rohrwacher – 2014

Prêmio do Júri – concedido desde 1951

  • O Quadro Negro, de Samira Makhmalbaf – 2000
  • Às Cinco da Tarde, de Samira Makhmalbaf – 2003
  • Marcas da Vida, de Andrea Arnold – 2006
  • Persépolis, de Marjane Satrapi e Vincent Paronnaud – 2007
  • Aquário, de Andrea Arnold – 2009
  • Polisse, de Maïwenn – 2011
  • Docinho da América, de Andrea Arnold – 2016
  • Cafarnaüm, de Nadine Labaki – 2018

Prêmio de melhor direção – concedido desde 1946

Prêmio de melhor roteiro – concedido desde 1949

  • Lost Boundaries, de Virginia Shaler, Alfred L. Werker e Eugene Ling – 1949
  • Questão de Imagem, de Agnès Jaoui e Jean-Pierre Bacri – 2004
  • Além das Montanhas, de Tatiana Niculescu Bran e Cristian Mungiu – 2012
  • Você Nunca Esteve Realmente Aqui, de Lynne Ramsay – 2017
  • Lazzaro Felice, de Alice Rohrwacher – 2018

Palma de Ouro para curta-metragem (concedida desde 1975)

  • Peel, de Jane Campion – 1986
  • Palisade, de Laurie McInnes – 1987
  • Is It the Design on the Wrapper?, de Tessa Sheridan – 1997
  • When the Day Breaks, de Wendy Tilby e Amanda Forbis – 1999
  • Ver Llover, de Elisa Miller – 2007
  • Cross, de Maryna Vroda – 2011

Prêmio Um Certo Olhar – concedido desde 1998

      Nenhum filme dirigido por mulher ganhou o prêmio principal da mostra

Câmera de Ouro (melhor primeiro filme) – concedido desde 1978

  • Oriana, de Fina Torres – 1985
  • Noir et Blanc, de Claire Devers – 1986
  • Robinson Crusoe in Georgia, de Nana Dzhordzhadze – 1987
  • Salaam Bombay!, de Mira Nair – 1988
  • My 20th Century, de Ildikó Enyedi – 1989
  • Coming to Terms with the Dead, de Pascale Ferran – 1994
  • Love Serenade, de Shirley Barrett – 1996
  • Suzaku, de Naomi Kawase – 1997
  • Seaside, de Julie Lopes-Curval – 2002
  • Or, de Keren Yedaya – 2004
  • Eu, Você e Todos Nós, de Miranda July – 2005
  • Jellyfish, de Shira Geffen e Etgar Keret – 2007
  • Party Girl, de Marie Amachoukeli, Claire Burger e Samuel Theis) – 2014
  • Divinas, de Houda Benyamina – 2016
  • Jovem Mulher, de Léonor Sérraille – 2017

Prêmio Cinéfondation – concedido desde 1998

  • Second Hand, de Emily Young – 1999
  • Happy Now, de Frederikke Aspöck – 2004
  • Babá, de Zuzana Kirchnerová – 2009
  • Der Brief, de Doroteya Droumeva – 2011
  • Doroga na, de Taisia Igumentseva – 2012
  • Needle, de Anahita Ghazvinizadeh – 2013
  • Skunk, de Annie Silverstein – 2014
  • Share, de Pippa Bianco – 2015
  • Anna, de Or Sinai – 2016
  • Paul est là, de Valentina Maurel – 2017

Letícia Mendes é jornalista e mestranda em estudos sobre as mulheres.

* De 1939 a 1954, o principal prêmio de Cannes era chamado de Grand Prix, nome que também vigorou entre 1964 e 1975. A partir daí, a Palma de Ouro se consolidou como o troféu máximo. Vale citar, também, que a edição de 1946 premiou 11 filmes com o Grand Prix, incluindo The Red Meadows, codirigido por Bodil Ipsen. O momento pré-Palma de Ouro e a menor ênfase no caráter competitivo desta edição justifica a não inclusão do título em listas sobre premiações femininas em Cannes.

One thought on “Veja os principais prêmios conquistados por mulheres no Festival de Cannes

Deixe um comentário

Top