30 filmes dirigidos por mulheres ou sobre mulheres para não perder em 2017

Precisando de um motivo para se empolgar com 2017? Aqui vão alguns: Sally Potter, Kathryn Bigelow, Dee Rees, Daniela Thomas, Amma Asante, Lucrecia Martel. Essas e outras diretoras incríveis têm filmes previstos para este ano. Viva!

Mulher no Cinema selecionou 30 longas dirigidos por mulheres ou estrelados por mulheres que estão entre os mais aguardados de 2017.  Alguns títulos da lista já foram lançados no exterior e em breve estarão em cartaz nas salas do Brasil; outros ainda não têm data para chegar aqui, mas a estreia mundial está prevista para esse ano.

Bora ficar de olho!

Annihilation
Filmes de ficção científica centrados em mulheres: queremos! Annihilation reúne as atrizes Natalie Portman, Jennifer Jason Leigh, Tessa Thompson e Gina Rodriguez e o diretor Alex Garland, de Ex-Machina: Instinto Artificial (2015). Adaptado da obra de Jeff VanderMeer, o longa acompanha quatro mulheres – uma bióloga, uma antropóloga, uma psicóloga e uma técnica em agrimensura – durante uma expedição a um lugar conhecido como Área X. Sem previsão de estreia no Brasil.

The Beguiled
Sofia Coppola escalou duas de suas atrizes favoritas, Kirsten Dunst e Elle Fanning, para este remake de O Estranho que Nós Amamos (1971), de Clint Eastwood, que por sua vez é baseado no romance A Painted Devil, de Thomas P. Cullinan. Ambientado na Guerra Civil Americana (1861-1865), o filme conta a história de um soldado da União que é preso em uma escola de mulheres em um território da Confederação. Estreia no Brasil: 24 de agosto.

A Bela e a Fera
A clássica animação da Disney ganha uma versão live-action estrelada por Emma Watson e dirigida por Bill Condon. Super envolvida na luta pelos direitos das mulheres, Watson ajudou a definir alguns traços importantes da nova Bela, que será inventora (profissão do pai no filme original) e não usará espartilho. Estreia no Brasil: 16 de março. Veja o trailer

A Cidade Onde Envelheço
Ganhador de quatro prêmios no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (incluindo melhor filme e melhor direção para Marília Rocha), é um dos lançamentos nacionais mais esperados do ano. O filme mostra o olhar de duas amigas portuguesas (interpretadas por Elisabete Francisca e Francisca Manuel) sobre as peculiaridades do Brasil. Estreia em 9 de fevereiro.

Era o Hotel Cambridge
O filme de Eliane Caffé chegará ao circuito depois de receber o prêmio do público no Festival do Rio e na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Era o Hotel Cambridge narra a trajetória de refugiados recém-chegados ao Brasil que, junto a trabalhadores sem-teto, ocupam um velho edifício abandonado em São Paulo. Estreia no Brasil: 16 de março.

Estrelas Além do Tempo
Sucesso nas bilheterias americanas, o filme recupera a história real de Katherine G. Johnson, Dorothy Vaughan e Mary Jackson, três cientistas negras que tiveram papel crucial em uma das mais importantes missões da Nasa: a que fez de John Glenn o primeiro astronauta americano a entrar em órbita da Terra, em 1962. Além das protagonistas Taraji P. Henson, Octavia Spencer e Janelle Monáe, o time feminino também inclui Allison Schroeder, que assina o roteiro em parceria com o diretor Theodore Melfi. Estreia no Brasil: 2 de fevereiro. Veja o trailer

Euphoria
Primeiro projeto da Vikarious, produtora da atriz Alicia Vikander, Euphoria é dirigido pela sueca Lisa Langseth e tem elenco de peso: além de Vikander, Eva Green e Charlotte Rampling. A trama acompanha duas irmãs em conflito durante uma viagem pela Europa. Nas palavras da atriz e produtora, trata-se de “uma história profunda, cheia de sofrimento, mas também de alegria, e cheia de talento feminino nos dois lados da câmera”. Sem previsão de estreia no Brasil.

Everything, Everything
Versão para o cinema de Tudo e Todas as Coisas, romance para jovens adultos escrito por Nicola Yoon. Amandla Stenberg interpreta Maddy, adolescente que leva uma vida reclusa por ser alérgica a tudo. Um dia, porém, ela se apaixona pelo vizinho que acaba de se mudar para a casa ao lado. A direção é de Stella Meghie, de Jean of the Joneses (2016). 

The Glass Castle
Brie Larson interpreta Jeannette Walls, jornalista cuja autobiografia inspirou o roteiro. Filha de uma artista e de um alcoólatra, Walls foi criada em uma família nômade e passou por dificuldades financeiras. Aos 17 anos, se mudou para Nova York e batalhou para cursar a universidade. Direção de Destin Cretton (Temporário 12). Sem previsão de estreia no Brasil.

Jackie
Natalie Portman é forte candidata ao Oscar deste ano por seu trabalho no novo filme do diretor Pablo Larraín. A atriz interpreta a ex-primeira dama dos Estados Unidos, Jacqueline Kennedy (1929-1994), no período imediatamente posterior ao assassinato de seu marido, o então presidente John F. Kennedy. Estreia no Brasil: 2 de fevereiro. Veja o trailer

Lady Bird
Já amamos Greta Gerwig como atriz e roteirista, graças a filmes como Frances Ha (2012) e Mistress America (2015). Agora chegou a vez de vermos seu primeiro trabalho solo como diretora (Nights and Weekends, de 2008, foi parceria com Joe Swanberg). Gerwig também é autora do roteiro de Lady Bird, que retrata um ano da vida de uma jovem mulher em Sacramento, na Califórnia. A protagonista será Saoirse Ronan. Sem previsão de estreia no Brasil.

Lioness
A atriz Ellen Page, a diretora Reed Morano e a roteirista Rosalind Ross se unem para contar a história real da soldado americano Leslie Martz, líder de um grupo de militares mulheres cuja missão era se relacionar com cidadãs do Afeganistão e conseguir informações sobre seus maridos. Durante esse período, Martz escondeu ser lésbica, com medo de possível repercussão em sua carreira no Exército. Sem previsão de estreia no Brasil.

Molly’s Game
Jessica Chastain é a protagonista do longa inspirado no livro de memórias de Mary Bloom, esquiadora que se transformou em empresária de sucesso ao organizar torneios de pôquer disputados e frequentados por astros de Hollywood. O filme é a estreia na direção de Aaron Sorkin, roteirista de A Rede Social (2010) e da série The West Wing (1999-2006).

Mudbound
A diretora Dee Rees mostrou seu talento no longa Pariah (2011) e no filme para a TV Bessie (2015). Por isso, a expectativa é grande por seu novo trabalho, Mudbound, adaptação do romance de Hillary Jordan sobre dois homens que voltam para casa após a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Em uma área rural dos Estados Unidos, eles lutam para retomar suas vidas e enfrentam o racismo. Sem previsão de estreia no Brasil.

Una Mujer Fantástica
Conhecido principalmente por Gloria (2013), o cineasta chileno Sebastián Lelio volta a colocar uma mulher no centro de sua obra. No novo filme, Daniela Vega interpreta Marina Vidal, uma jovem transexual que vive em Santiago do Chile e se divide em dois trabalhos: de dia, é garçonete; à noite, cantora em uma casa noturna. Sua vida sofre um golpe com a morte do namorado, Orlando, um homem mais velho. Sem previsão de estreia no Brasil.

Mulher Maravilha
A expectativa é enorme para ver a icônica heroína nas telas em um raro, raríssimo blockbuster baseado em quadrinhos com mulheres em frente e por trás das câmeras. No papel de Mulher Maravilha, Gal Gadot encabeça um elenco que também inclui Robin Wright, Lucy Davis e Connie Nielsen. Na direção, Patty Jenkins (Monster: Desejo Assassino) desafia o domínio masculino no gênero: é a segunda mulher na história a dirigir um filme de live-action com orçamento de US$ 100 milhões (R$ 318 milhões). Estreia no Brasil: 1º de junho. Veja o trailer

Novo projeto de Kathryn Bigelow
Ainda sem título, o filme marca a volta aos cinemas da única mulher ganhadora do Oscar de direção. Depois de abordar o conflito no Iraque em Guerra ao Terror (2009) e a caça a Osama bin Laden em A Hora Mais Escura, Bigelow vai discutir as tensões raciais nos Estados Unidos a partir de um episódio real: cinco dias de violentos confrontos que tomaram as ruas da cidade americana de Detroit em 1967. Sem previsão de estreia no Brasil.

Okja
A atriz sul-coreana Seo-hyun Ahn estrela o novo filme do diretor Bong Joon-ho, de O Hospedeiro (2006) e Mother (2009). Ela interpreta Mija, garota que se arrisca para impedir que uma poderosa empresa multinacional sequestre seu melhor amigo, um enorme animal chamado Okja. Produção original da Netflix, ainda não tem previsão de estreia.

The Party
Diretora de Orlando – A Mulher Imortal (1992) e Ginger & Rosa (2012), a cineasta Sally Potter estará na competição do Festival de Berlim com The Party. De acordo com a sinopse oficial, trata-se de “uma comédia em torno de uma tragédia” e que “começa como celebração e termina com sangue no chão”. Parece promissor! Sem previsão de estreia no Brasil.

Planetarium
Exibido nos festivais de Veneza e Toronto, é o novo filme da diretora Rebecca Zlotowski, de Grand Central (2013). Ambientado nos anos 1930, o longa conta a história de duas irmãs americanas (Natalie Portman e Lily-Rose Depp) que dizem se comunicar com os mortos. Durante uma turnê mundial, elas conhecem um produtor de cinema francês que decide contratá-las para um projeto ambicioso. Estreia no Brasil: 26 de março. Veja o trailer

Quase 18
Sucesso entre os críticos americanos, Quase 18 rendeu à cineasta Kelly Fremon Craig uma indicação ao prêmio do Sindicato dos Diretores da América na categoria direção de longa-metragem de estreia. Hailee Steinfeld foi muito elogiada pelo papel de Nadine, uma jovem de 17 anos às voltas com os dramas do colegial. A vida fica mais difícil quando a melhor amiga de Nadine começa a namorar seu irmãos mais velho. Estreia no Brasil: 2 de março.

Rock That Body
Muitas das comédias hollywoodianas estreladas por mulheres são dirigidas por homens. Não é o caso de Rock That Body, estreia no longa-metragem da diretora Lucia Anello, conhecida principalmente pelo trabalho na série Broad City. No filme, cinco amigas alugam uma casa em Miami para uma despedida de solteira – mas o stripper acaba morrendo. O elenco tem Scarlett Johansson, Kate McKinnon, Jillian Bell, Ilana Glazer, Zoe Kravitz e Demi Moore. Estreia no Brasil: 15 de junho.

Star Wars: Episódio 8
O novo filme da saga criada por George Lucas dá continuidade à épica jornada de Rey, personagem interpretada por Daisy Ridley que conquistou os fãs em O Despertar da Força (2015). Poucas informações sobre a trama foram divulgadas até agora, mas sabemos que o Episódio 8 marca a despedida da atriz Carrie Fisher, a princesa Leia, que morreu em dezembro. A direção é do cineasta Rian Johnson. Estreia no Brasil: 14 de dezembro.

A Storm in the Stars
Depois de O Sonho de Wadjda (2012), a diretora Haifaa Al-Mansour volta às telas para contar a história de amor entre o poeta Percy Shelley (1792-1822) e a jovem Mary Wollstonecraft Godwin (1797-1851), então com 18 anos, que depois seria conhecida como a escritora Mary Shelley, autora de Frankenstein. Sem previsão de estreia no Brasil.

Toni Erdmann
O filme de Maren Ade começou sua bem-sucedida carreira no Festival de Cannes do ano passado, encabeçou várias listas internacionais de melhores de 2016 e é o candidato da Alemanha ao Oscar de filme estrangeiro. O longa mostra a relação de pai e filha com temperamentos opostos durante uma temporada juntos em Bucareste. Estreia no Brasil: 9 de fevereiro. Veja o trailer

Vazante
Daniela Thomas faz seu primeiro longa-metragem solo na direção, depois de codirigir Terra Estrangeira (1995) e Linha de Passe (2008) com Walter Salles. Selecionado para a mostra Panorama do Festival de Berlim, Vazante conta uma história de violência envolvendo uma fazenda e seus escravos. Sem previsão de estreia no Brasil.

XX
Mulheres podem dirigir filme de terror? Claro! E a julgar pelo trailer, XX tem tudo para ser uma excelente produção do gênero! Trata-se de uma coletânea de curtas-metragens, todos dirigidos por mulheres: The Box, de Jovanka Vuckovic; Don’t Fall, de Roxanne Benjamin; Only Living Son, de Karyn Kusama; e Birthday Party, de Annie Clark (a cantora St. Vincent). XX estará na programação do Festival de Sundance. Sem previsão de estreia no Brasil. Veja o trailer

Where Hands Touch
Enquanto ainda aguardamos o lançamento de A United Kingdom no Brasil, já temos um novo filme de Amma Asante para esperar ansiosamente. A diretora inglesa retoma o tema das relações interraciais, desta vez mostrando a amizade de uma adolescente alemã mestiça (Amandla Stenberg) e um oficial ligado à juventude nazista (George Mackay). O roteiro foi escrito pela própria cineasta. Sem previsão de estreia no Brasil.

Zama
O longa da diretora Lucrecia Martel (de O Pântano e A Menina Santa) estava na nossa lista de mais aguardados de 2016, mas acabou ficando para 2017. Zama se passa no século 18 e conta a história de Dom Diego, funcionário da Coroa espanhola num povoado argentino. Um dia, ele decide se unir a um bando que procura um criminoso. Sem previsão de estreia no Brasil.

The Zookeeper’s Wife
Outro filme que estava na nossa lista do ano passado e finalmente vai estrear. Baseado em história real, The Zookeeper’s Wife é o novo trabalho da diretora Niki Caro, de Encantadora de Baleias (2002). Jessica Chastain interpreta a polonesa Antonina Zabinski (1908-1971), que ao lado do marido, Jan Zabinski, usou o zoológico de Varsóvia para salvar centenas de pessoas e animais durante a invasão nazista. O roteiro é de Angela Workman. Estreia no Brasil: 27 de abril. Veja o trailer

2 thoughts on “30 filmes dirigidos por mulheres ou sobre mulheres para não perder em 2017

    1. Olá, Vanecx, tudo bem? Nesta lista selecionamos apenas os filmes que vão estrear nos cinemas em 2017 (ou estão previstos para 2017). Mas também gostamos muito de “Respire”. Obrigada pelo comentário!

Deixe um comentário

Top