Coisas que você não sabia sobre “As Patricinhas de Beverly Hills”

Clássico adolescente, “As Patricinhas de Beverly Hills” comemora 20 anos (!!!) de lançamento neste mês de julho. Eis um filme cheio de mulheres: foi escrito e dirigido por Amy Heckerling; é baseado no romance “Emma”, de Jane Austen; e estrelado pelas atrizes Alicia
Silverstone, Stacey Dash e Brittany Murphy (que morreu em 2009).

Para comemorar, Mulher no Cinema listou 10 coisas que você provavelmente não sabia sobre “As Patricinhas de Beverly Hills”:

1 – O filme começou como série de TV
Heckerling primeiro escreveu um roteiro para a divisão de televisão do estúdio americano Fox, que queria uma série sobre jovens populares de um colégio americano. O projeto, que tinha vários personagens que depois apareceriam no filme, foi recusado.

2 – Muita gente disse “não” ao filme
Segundo Heckerling, a divisão de cinema da Fox também não embarcou na história, bem como vários outros estúdios. Foi o produtor Scott Rudin quem disse o primeiro “sim” – e ainda pediu que a diretora filmasse a história que pensou inicialmente, sem todas as mudanças que tinha feito para agradar aos estúdios.

3 – Reese Witherspoon foi forte candidata ao papel de Cher
Heckerling confirmou os rumores de que a atriz fez testes para interpretar a personagem principal, que no fim ficou com Alicia Silverstone. “Ela [Witherspoon] tinha uma personalidade super forte, mas teria de interpretar a Cher, enquanto Alicia era a Cher”.

4 – Heckerling viu Silverstone em um clipe do Aerosmith
Lembra da atriz no vídeo da música “Cryin”? Foi ali que ela chamou a atenção da diretora. “Simplesmente me apaixonei por ela”, disse Heckerling em entrevista à revista “Time”.

5 – Lauryn Hill também participou do casting
A cantora fez testes para o papel de Dionne, a melhor amiga de Cher, que depois ficou com Stacey Dash.

Stacey Dash e Alicia Silverstone em
Stacey Dash e Alicia Silverstone em “As Patricinhas de Beverly Hills”

6 – Alicia Silvertone trocou de figurino mais de 60 vezes
E um dos looks mais lembrados, aquele estiloso conjuntinho amarelo, era da grife Jean Paul Gautier.

7 – Já Paul Rudd usou várias roupas dele mesmo
E curtiu tanto trabalhar no filme que, no fim das gravações, comprou presentes pra todo mundo.

8 – Heckerling faz uma cameo no final do filme
A diretora é uma das madrinhas no casamento da senhora Geist.

9 – Os avós da diretora eram irmãos postiços – como Cher e Josh
Vários executivos estavam preocupados com a possibilidade de o relacionamento dos personagens ser visto como incestuoso. Mas
Heckerling estava tranquila: seus avós também se conheceram depois que seus pais, ambos viúvos, decidiram se casar.

10 – O filme vai virar musical
Heckerling está fazendo um espetáculo teatral baseado no filme, em parceria com os produtores de “Jersey Boys”.


Bônus – A emissora ABC reuniu o elenco e o vídeo é demais:


Via Time e The Hollywood Reporter

Deixe um comentário

Top