“Sequestro Relâmpago” coloca Marina Ruy Barbosa em situação-limite

Tata Amaral é uma das grandes diretoras do cinema brasileiro, ao lado de nomes como Anna Muylaert e Laís Bodanzky. Seus filmes são obrigatórios, principalmente para os cinéfilos -  do primeiro longa-metragem, Um Céu de Estrelas (1996), no qual Leona Cavalli é uma mulher tomada refém por seu namorado, ao drama Hoje (2011), com Denise Fraga, sobre a ditadura militar no Brasil.  Estreias da

Estreias da semana: as mulheres que chegam às salas

Toda semana o Mulher no Cinema prepara uma lista com os filmes dirigidos, escritos e/ou centrados em mulheres que chegam às salas do Brasil. Veja as estreias desta quinta-feira, 22 de novembro. Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e acesse conteúdo exclusivo "O Colar de Coralina" [Brasil, 2017] Aninha é uma menina frágil, desajeitada e oprimida por praticamente todos que a cercam. No jogo da amarelinha

Campanha busca digitalizar “Um Céu de Estrelas”, de Tata Amaral

Mulher no Cinema dá espaço a iniciativas de financiamento coletivo relacionadas ao trabalho das mulheres nas telas. A ideia é apresentar projetos independentes a quem quer colaborar. Envie sugestões para contato@mulhernocinema.com UM CÉU DE ESTRELAS A campanha de financiamento coletivo busca digitalizar Um Céu de Estrelas (1996), primeiro longa-metragem da diretora Tata Amaral (Hoje, Trago Comigo), e assim permitir que ele volte a ser

Tata Amaral celebra 30 anos de carreira com “Trago Comigo”

A cineasta Tata Amaral era criança quando o golpe de 1964 instaurou a ditadura no Brasil. No final dos anos 1970, participou dos movimentos estudantis a favor da democracia. Mas décadas depois, em meio à pesquisa para um filme, se surpreendeu ao perceber o quanto tinha a descobrir sobre o período militar. A importância de se recuperar essas histórias é o tema do novo filme da

Novo filme de Tata Amaral tem sessão seguida de debate em SP

"Trago Comigo", de Tata Amaral

Uma das estreias da semana nos cinemas brasileiros, Trago Comigo, novo filme de Tata Amaral, terá sessão seguida de debate nesta quinta-feira (16) em São Paulo. Além da diretora, o evento terá a presença de Eugênia Augusta Gonzaga, Procuradora Regional da República e presidente da Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos. 17708

Filme de Tata Amaral ganha prêmio do público no Festival de Cinema Latino de São Paulo

"Trago Comigo", de Tata Amaral

"Trago Comigo", dirigido por Tata Amaral, recebeu o prêmio do público na cerimônia de encerramento do Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo, realizada nesta quarta-feira (5). O filme é centrado em um diretor de teatro aposentado que, incapaz de se lembrar totalmente da prisão durante a ditadura, decide montar uma peça combinando a memória com improvisos do elenco. Dos três prêmios

Top