“Olhos que Condenam” é a série da Netflix com mais indicações ao Emmy 2019

Criada e dirigida por Ava DuVernay, a série Olhos que Condenam foi o programa da Netflix com maior número de indicações ao Emmy 2019, considerado o Oscar da televisão americana. 

Leia também: Veja as mulheres que concorrem ao Emmy 2019
Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e acesse conteúdo exclusivo

O programa de quatro episódios vai disputar 16 prêmios: melhor minissérie, direção (para DuVernay), roteiro (DuVernay e Michael Starrbury), ator (Jharrel Jerome), atriz (Aunjanue Ellis e Niecy Nash), ator coadjuvante (Asante Blackk, John Leguizamo e Michael K. Williams), atriz coadjuvante (Marsha Stephanie Blake e Vera Farmiga), direção de fotografia (Bradford Young), casting (indicação conjunta para Aisha Coley, Billy Hopkins e Ashley Ingram), trilha sonora (Kris Bowers), mixagem de som (indicação conjunta para Joe DeAngelis, Chris Carpenter e Jan McLaughlin) e edição de som (indicação conjunta para John Benson, Susan Dudeck, Bruce Tanis, Chase Keene, Jesse Pomeroy, Naaman Hayes, Bobbi Banks, Elliott Koretz, Matt Wilson, Suat Ayas, Jen Monnar, Dawn Lunsford e Alicia Stevenson). 

Além de ser o programa com maior número indicações da Netflix, Olhos que Condenam também ficou na sétima posição entre os campeões de indicações considerando todas as emissoras e plataformas.

Olhos que Condenam conta a história real de cinco jovens (quatro negros e um de origem latino-americana) que foram condenados à prisão por um estupro que não cometeram. O crime aconteceu em 1989, quando Trisha Melli, uma mulher branca de 28 anos, foi violentada no Central Park, em Nova York. Na época, os jovens injustamente acusados ficaram conhecidos como “Central Park Five”, ou “os cinco do Central Park”. DuVernay, porém, vai contra esta abordagem coletiva para humanizar e contar a história de cada um dos meninos: Antron McCray, Kevin Richardson, Yusef Salaam, Raymond Santana e Korey Wise.

Veja o trailer de Olhos que Condenam:

 

Deixe um comentário

Top