7 filme de diretoras para ver no É Tudo Verdade

Principal festival dedicado ao documentário no Brasil, o É Tudo Verdade começa sua edição deste ano em 4 de abril em São Paulo (SP) e em 8 de abril no Rio de Janeiro (RJ), exibindo mais de 60 filmes em sessões gratuitas. Em ambas as cidades, o evento fica em cartaz até 14 de abril.

Saiba mais: 40 documentários dirigidos por mulheres para assistir na Netflix
Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e tenha acesso a conteúdo exclusivo

O Mulher no Cinema selecionou sete documentários dirigidos por mulheres que estão entre os destaques da programação. Para consultar dias, horários e locais de exibição, acesse o site do É Tudo Verdade.


“A Beira” – [The Brink, EUA, 2018]
A diretora Alison Klayman faz um retrato de Steve Bannon, ex-estrategista-chefe da Casa Branca e peça-chave da campanha de Donald Trump. O filme acompanha Bannon durante as eleições legislativas dos Estados Unidos em 2018 e mostra seus esforços para mobilizar partidos de extrema-direita em todo o mundo.


“Defensora” – [Advocate, Israel/Canadá/Suíça, 2019]
Um olhar sobre a vida e a trajetória profissional de Lea Tsemel, advogada israelense conhecida principalmente por seu trabalho defendendo presos políticos palestinos. Dirigido por Rachel Leah Jones e Philippe Bellaïche.  


“Dorival Caymmi: Um Homem de Afetos” – [Brasil, 2019]
Uma entrevista inédita gravada em 1998 serve de ponto de partida e fio condutor para este filme sobre o cantor e compositor baiano Dorival Caymmi (1914-2008). Dirigido por Daniela Broitman.


Hoje e Não Amanhã” – [Hoy y no Mañana, Chile, 2018]
O documentário de Josefina Morandé reconstrói a história do movimento Mulheres pela Vida, que se formou em 1983 no Chile. Reunindo mulheres de várias profissões e tendências políticas, o grupo combateu a ditadura.

“Marceline. Uma Mulher. Um Século” – [Marceline. A Woman. A Century, França/Holanda, 2018]
A trajetória da escritora, atriz e cineasta francesa Marceline Loridan-Ivens (1928-2018), sobrevivente do Holocausto e companheira de vida e trabalho de Joris Ivens (1898-1989). Direção de Cordelia Dvorák.


“Rumo”[Brasil, 2019]
Com entrevistas, animações e imagens de arquivo, o documentário conta a história do grupo Rumo, considerado um dos principais nomes da chamada Vanguarda Paulista. Direção de Mariana Pamplona e Flavio Frederico.

“Ziva Postec. A Montadora por Trás do Filme Shoah– [Ziva Postec, Canadá, 2018]
Entre 1979 e 1985, a montadora israelense Ziva Postec trabalhou com o documentarista francês Claude Lanzmann (1925-2018) no projeto que resultou no clássico Shoah (1985). O impacto deste projeto na vida de Postec, que também é diretora, é um dos temas do filme dirigido por Catherine Hébert.


Luísa Pécora é jornalista e criadora do Mulher no Cinema

Deixe um comentário

Top