Cicely Tyson é 1ª mulher negra a levar Oscar honorário

A atriz americana Cicely Tyson fez história na noite de domingo (18) ao tornar-se a primeira mulher negra a receber um Oscar honorário. A estatueta, entregue em uma cerimônia especial, celebra “contribuição excepcional às ciências e artes cinematográficas”.

Tyson recebeu a estatueta das mãos da diretora, roteirista e produtora Ava DuVernay. Antes da cerimônia, DuVernay pediu que algumas amigas, mulheres negras, definissem a homenageada em uma palavra. No palco, contou algumas das respostas. Taraji P. Henson disse “tesouro”; Regina King, “autêntica”; Shonda Rhimes, “legendária”; Kerry Washington, “divina”; Oprah Winfrey, “nobre”.

A própria DuVernay definiu Cicely Tyson como “a semente para tantas de nós, a rosa que todas adoramos”. “Nós florescemos por sua causa e por você”, afirmou.

Ao receber o prêmio, a atriz, que completará 94 anos em dezembro, contou sobre como recebeu a notícia da homenagem. “Não conseguia dizer uma única palavra”, afirmou. “Chorei, chorei e chorei.”

Ela também falou sobre sua mãe, que a princípio era contra sua decisão de seguir a carreira de atriz. “Durante muito tempo, queria ouvir algo positivo vindo dela. Quando fiz [o filme para a TV The Autobiography of Miss] Jane Pittman, ela disse: ‘Estou muito orgulhosa de você’. Se não tivesse ouvido aquelas palavras, nada disso faria diferença para mim.”

Tyson nasceu em Nova York em 1924 e foi criada no bairro do Harlem. Começou sua carreira como modelo e atriz de teatro, atuando dentro e fora do circuito da Broadway. Depois de papéis pequenos em filmes e séries, chamou a atenção de público e crítica como Portia em Por que tem de ser assim? (1968).

Sua atuação em Lágrimas de Esperança (1972) rendeu uma indicação ao Oscar de melhor atriz. Outros trabalhos conhecidos são os filmes The River Niger (1976), Tomates Verdes Fritos (1991), Diário de uma Louca (2005), Histórias Cruzadas (2011), A Sombra do Inimigo (2012) e A Melhor Escolha (2017). 


Fotos: Matt Petit / ©A.M.P.A.S.

Com informações da Hollywood Reporter

Deixe um comentário

Top