Dirigido por Maite Alberdi, chileno “Agente Duplo” disputa Oscar de documentário

Uma cineasta chilena está representando a América Latina no Oscar 2021: trata-se de Maite Alberdi, diretora de Agente Duplo, um dos indicados ao prêmio de melhor documentário. Neste ano, quatro dos cinco filmes que disputam na categoria são dirigidos por mulheres. Oscar 2021: Veja a lista completa com todas as mulheres indicadas Leia também: Pela 1ª vez em 93 anos, mais de

Dominga Sotomayor: “Quero documentar as emoções, não os grandes eventos”

"Transição" é a palavra-chave de Tarde para Morrer Jovem, filme que estreia nesta quinta-feira (27) nos cinemas brasileiros, e que em 2018 fez da cineasta chilena Dominga Sotomayor a primeira mulher a ganhar o prêmio de direção no Festival de Locarno. Primeiro, há a transição de um país: a história se passa no verão de 1990, pouco depois da queda do

Top