Spirit Awards premia Regina King, Glenn Close, Debra Granik e “Se a Rua Beale Falasse”

Glenn Close, Regina King, Debra Granik e Nicole Holofcener foram algumas das mulheres premiadas na edição deste ano do Independent Spirit Awards, conhecido como o Oscar do cinema independente americano. A premiação foi realizada neste sábado (23), um dia antes da entrega do prêmio da Academia, e pela primeira vez desde 2008 nenhum filme concorreu ao troféu principal das duas premiações

Mulheres são maioria na disputa por prêmio de direção no Spirit Awards

Mulheres são maioria na disputa pelo prêmio de direção na edição 2019 do Independent Spirit Awards, conhecido como o Oscar do cinema independente. As indicações foram anunciadas nesta sexta-feira (16). Leia também: Brasileiras são indicadas ao Oscar do cinema independente Três mulheres estão na disputa: Debra Granik, por Sem Rastros; Tamara Jenkins, por Mais Uma Chance (que está na nossa lista de dicas

Spirit Awards premia Varda, Gerwig, Dee Rees e Chloé Zhao

Agnès Varda, Greta Gerwig, Dee Rees e Chloé Zhao foram algumas das mulheres premiadas na edição deste ano do Independent Spirit Awards, conhecido como o Oscar do cinema independente americano. A premiação foi realizada neste sábado (3), um dia antes da entrega do prêmio da Academia. Guia do Oscar: Tudo o que você precisa saber sobre as 51 mulheres indicadas Recordes: Conheça sete mulheres

Joi McMillon ganha o Indie Spirits, o Oscar do cinema independente

Joi McMillon fez história neste sábado (25): tornou-se a primeira mulher negra a ganhar o prêmio de edição no Independent Spirit Awards, conhecido como o Oscar do cinema independente americano. McMillon recebeu o troféu ao lado de Nat Sanders, seu parceiro na montagem de Moonlight: Sob a Luz do Luar. Leia também: Conheça Joi McMillon, primeira mulher negra indicada ao Oscar de edição Neste

Duas mulheres disputam prêmio de direção no Oscar do cinema independente

Duas mulheres disputam o prêmio de direção no Independent Spirit Awards, conhecido como o Oscar do cinema independente americano. Andrea Arnold, de Docinho da América, e Kelly Reichardt, de Certas Mulheres, concorrem ao lado de três homens: Barry Jenkins (Moonlight), Pablo Larraín (Jackie) e Jeff Nichols (Loving). Docinho da América é um dos líderes de indicações e concorre em seis categorias, incluindo melhor filme. Ganhador

Top