10 filmes dirigidos por mulheres para ver com crianças

O cineminha em casa está na programação de muita gente que tem filhos, netos, sobrinhos e outras crianças por perto. Pensando nisso, Mulher no Cinema decidiu reunir 10 longas dirigidos por mulheres para serem vistos (ou revistos) com as crianças – afinal, nunca é cedo para ensinar os pequenos e pequenas a prestigiar o talento feminino, certo?

Na nossa seleção, só entraram filmes com classificação indicativa livre e que estejam disponíveis na internet, em plataformas como Netflix, YouTube, GooglePlay e iTunes. Escolha o seu e prepare a pipoca!


os batutinhas“Os Batutinhas”
[The Little Rascals, EUA, 1994]
Dirigido pela cineasta Penelope Spheeris, o filme faz uma releitura de alguns dos clássicos curtas da série Our Gang, de Hal Roach (1892-1993). Indignados ao ver Alfafa na companhia de Darla, os integrantes do Clube dos Homens que Odeiam as Mulheres decidem que ele precisa esquecer esta e qualquer outra garota do mundo. Disponível na Netflix, YouTube, GooglePlay e iTunes.


frozen“Frozen – Uma Aventura Congelante”
[Frozen, EUA, 2013]
A jovem Anna parte em uma aventura para encontrar sua irmã, a rainha Elsa, com quem tem um relacionamento distante, e cujos poderes condenaram o reino a um inverno congelante. Nessa jornada, ela conta com a ajuda de um homem da montanha, uma rena e um boneco de neve. Dirigido por Jennifer Lee e Chris Buck, ganhou o Oscar de melhor animação. Disponível no YouTube, GooglePlay e iTunes.


thesecretgarden“O Jardim Secreto”
[The Secret Garden, EUA, 1993]
Mary vive na Índia com os pais britânicos que mal lhe dão atenção. Quando eles morrem em um terremoto, a menina é levada para morar na Inglaterra com o tio, que também não se importa muito com ela. Ao explorar a propriedade, Mary descobre um jardim abandonado e secreto, que poderá mudar a vida de todos ao seu redor. Dirigido por Agnieska Holland. Disponível no YouTubeGooglePlay e iTunes.


the parent trap“Operação Cupido”
[The Parent Trap, EUA, 1998]
Annie e Hallie são irmãs gêmeas (ambas interpretadas pela atriz Lindsay Lohan) que foram separadas logo após seu nascimento: uma foi criada pela mãe e a outra, pelo pai. Ao se encontrarem por acaso em um acampamento de férias, as meninas armam um plano para unir a família. Dirigido por Nancy Meyers, é refilmagem do longa de 1961. Disponível na NetflixYouTubeGooglePlayiTunes e TelecinePlay.


peixonauta“Peixonauta: Agente Secreto da O.S.T.R.A”
[Brasil, 2012]
Inspirado na série de animação brasileira sobre um peixe que usa roupa de astronauta e pode voar e viver fora d’água. O longa-metragem narra mais uma das aventuras de Peixonauta ao lado dos amigos Marina e Zico: desta vez, ele precisa concluir sete tarefas para conseguir se tornar agente secreto da O.S.T.R.A. Dirigido pelos cineastas Célia Catunda e Kiko Mistrorigo. Disponível no YouTube, GooglePlayiTunes e NOW.


Quero Ser Grande“Quero Ser Grande”
[Big, EUA, 1988]
Josh é um adolescente de 13 anos que faz um pedido aparentemente impossível e inofensivo: ficar grande. Misteriosamente, na manhã seguinte ele acorda no corpo de um adulto – ainda que, por dentro, continue sendo o mesmo menino que era antes. Dirigido pela cineasta Penny Marshall, rendeu a Tom Hanks sua primeira indicação ao Oscar de melhor ator. Disponível no YouTube, GooglePlay e iTunes.


shrek“Shrek”
[EUA, 2001]
Shrek é um grande ogro verde que vive sozinho em um pântano e espanta qualquer um que se aproxime. Quando o local é tomado por criaturas mágicas, Shrek faz um acordo: entregar a princesa Fiona ao Lorde Farquaad, em troca de seu território e sua paz de volta. Ganhador do Oscar de melhor animação, é dirigido por Vicky Jenson e Andrew Adamson. Disponível na Netflix, YouTube, GooglePlay e iTunes.


spirit“Spirit – O Corcel Indomável”
[Spirit – Stallion of the Cimarron, EUA, 2002]
Indicado ao Oscar de melhor animação, é ambientado no Oeste americano do século 19, quando Spirit, um cavalo selvagem, é capturado e levado a um posto da cavalaria americana. Lá, resiste como pode às tentativas de adestramento e desenvolve uma bonita amizade com um índio, também capturado. Dirigido por Lorna Cook, em parceria com Kelly Asbury. Disponível na Netflix, YouTube, GooglePlay e iTunes.


tainaaorigem“Tainá – A Origem”
[Brasil, 2011]
Terceiro filme da série sobre a vida da jovem índia brasileira Tainá, que vive com seu avô às margens do Rio Negro, na Floresta Amazônica. Este longa, dirigido pela cineasta Rosane Svartman, foca na origem e na infância da personagem, mostrando como ela, desde muito nova, tornou-se uma corajosa defensora das plantas e dos animais ao seu redor. Disponível na Netflix, YouTube, GooglePlay e iTunes.


valente“Valente”
[Brave, EUA, 2012]
Animação premiada com o Oscar, conta a história da princesa Merida, uma habilidosa arqueira cujas escolhas confrontam as tradições de seu reino. Quando um impensado desejo de Merida é atendido por meio de um feitiço, ela precisa lutar para desfazê-lo. Dirigido pela cineasta Brenda Chapman, em parceria com Mark Andrews e Steve Purcell. Disponível na Netflix, YouTube, GooglePlay, iTunes e NOW.

Deixe um comentário

Top