Estreias da semana: as mulheres que chegam às salas

Toda semana o Mulher no Cinema prepara uma lista com os filmes dirigidos, escritos e/ou centrados em mulheres que chegam às salas do Brasil. Veja as estreias desta quinta-feira, 14 de fevereiro.

Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e tenha acesso a conteúdo exclusivo


“Alita – Anjo de Combate”
[Alita: Battle Angel, Canadá/Argentina/EUA, 2019]
Uma ciborgue desativada é revivida por um especialista, mas não consegue se lembrar de nada sobre seu passado. Sua missão, agora, é entender quem ela é. Estrelado por Rosa Salazar, tem Laeta Kalogridis no time de roteiristas. Dirigido por Robert Rodriguez.


“As Ineses”
[Las Ineses, Brasil/Argentina, 2016]
Amigas e vizinhas, Carmen e Rosa têm o mesmo sobrenome e o nascimento de suas filhas acontece no mesmo dia. Ao receberem suas bebês, percebem que elas parecem ter sido trocadas por engano: o casal loiro recebe a bebê morena e o casal moreno, a bebê loira. A confusão se instaura e as mães decidem dar o mesmo nome para as duas garotas: Ines Garcia. Brenda Gandini e Valentina Bassi estrelam o filme, escrito por Victoria Mammolitti em parceria com o diretor Pablo José Meza.


“Minha Fama de Mau”
[Brasil, 2016]
O filme narra a juventude do cantor Erasmo Carlos (Chay Suede), incluindo o início da parceria com Roberto Carlos (Gabriel Leone) e o sucesso da Jovem Guarda. Letícia Mey assina o roteiro ao lado do diretor Lui Farias. 


“A Pedra da Serpente”
[Brasil, 2018]

Após perder um bebê nos últimos meses de gestação, Joana tira férias em Peruíbe, cidade conhecida por supostas aparições de discos voadores. Depois de uma noite de sexo casual com um desconhecido, um homem desaparece. Joana, então, inicia uma estranha relação com Maria, a mulher do desaparecido. Com Claudia Campolina e Gilda Nomacce. Direção de Fernando Sanches.


“Poderia me Perdoar?
[Can You Ever Forgive Me?, EUA, 2018]
Baseado em história real, o filme tem Melissa McCarthy no papel de Lee Israel, biógrafa campeã de vendas que, em fase decadente, começa a ganhar a vida falsificando documentos de celebridade. Nicole Holofcener assina o roteiro com Jeff Whitty e a direção é de Marielle Heller. Indicado a três Oscars. Leia a crítica do filme


Observação: alguns filmes não estreiam em todas as praças. Consulte a programação da sua cidade.

Deixe um comentário

Top