Artistas lançam “Time’s Up”, plano de ação para combater assédio

Cerca de 300 atrizes, roteiristas, diretoras, produtoras, executivas e agentes uniram-se para criar o Time’s Up, plano de ação para combater o assédio sexual em Hollywood e outras áreas de trabalho dos Estados Unidos.

A iniciativa foi anunciada na segunda-feira (1) em uma carta aberta publicada em jornais como The New York Times e La Opinion. “A luta das mulheres para entrarem, crescerem e simplesmente serem ouvidas e reconhecidas em locais de trabalho predominantemente masculinos precisa acabar”, disse o texto.

Entenda: Como o caso Harvey Weinstein escancarou o assédio em Hollywood

Entre as integrantes estão as atrizes Ashley Judd, Eva Longoria, America Ferrera, Natalie Portman, Rashida Jones, Emma Stone, Kerry Washington e Reese Witherspoon; as showrunners Shonda Rhimes e Jill Soloway; a executiva Donna Langley, presidente da Universal Pictures; e as advogadas Nina L. Shaw e e Tina Tchen.

O Time’s Up não tem líderes e funciona em grupos de trabalho. Um deles, por exemplo, monitorou a criação de uma comissão para acabar com o assédio em Hollywood, que foi anunciada em dezembro. Outro, pressiona organizações e empresas do entretenimento a se comprometer a ter 50% de mulheres em sua liderança nos próximos dois anos.

Também há grupos trabalhando em legislação sobre assédio, além de um fundo de US$ 13 milhões, arrecadados por meio de doações, que será usado para ajudar mulheres de outras profissões (como faxineiras, enfermeiras, funcionárias de fazendas, fábricas, restaurantes e hotéis) a se proteger e se defender.

O grupo também pediu que as mulheres usem preto ao comparecerem ao Globo de Ouro, que acontece neste domingo (7) em Los Angeles, como forma de chamar atenção para o movimento.

O Time’s Up se formou a partir de reuniões que começaram em outubro, depois de o escândalo Harvey Weinstein dar início a uma avalanche de denúncias de assédio em Hollywood. Saiba mais sobre a iniciativa no site oficial.

One thought on “Artistas lançam “Time’s Up”, plano de ação para combater assédio

Deixe um comentário

Top