5 filmes de terror dirigidos por mulheres para assistir no streaming

O que Kathryn Bigelow, Juliana Rojas e Claire Denis têm em comum? Todas são diretoras que realizaram importantes filmes de terror – e que estão disponíveis em plataformas de streaming.

Vídeo: Gabriela Amaral Almeida recomenda filmes de terror dirigidos por mulheres
Apoie: Colabore com o Mulher no Cinema e acesse conteúdo exclusivo

Embora a presença das mulheres no gênero seja histórica – até a primeira diretora de todos os tempos, Alice Guy-Blaché (1873-1968), fez filmes de terror -, as oportunidades por trás das câmeras estão longe de ser iguais.

Foi o que mostrou a pesquisa do Centro para o Estudo das Mulheres na Televisão e no Cinema da Universidade de San Diego, que analisou os 500 filmes de maior bilheteria nos Estados Unidos em 2019. O terror foi o segundo gênero com menor porcentagem de mulheres na direção (17%), atrás apenas dos filmes de ação (14%).

O Mulher no Cinema selecionou cinco filmes de terror nacionais e internacionais dirigidos por mulheres que estão disponíveis em diferentes plataformas de streaming. Confira:

*

“O Animal Cordial”
[Brasil, 2017]

Disponível na Netflix, Google Play, iTunes, Vivo Play e Now

Um restaurante de classe média de São Paulo é invadido por dois ladrões armados, que rendem o cozinheiro, a garçonete, três clientes e o dono, Inácio, homem pacato que decide agir. Escrito e dirigido por Gabriela Amaral Almeida. Assista à entrevista com a diretora e conheça suas dicas de filmes de terror dirigidos por mulheres.


“As Boas Maneiras”
[Brasil/França/Alemanha, 2017]
Disponível no Google Play, iTunes, Now, TelecineVivo Play

Clara (Isabél Zuaa) é uma mulher negra da periferia de São Paulo contratada para ser babá do filho de Ana (Marjorie Estiano), jovem branca que mora em uma área nobre da cidade. Conforme a gestação avança, Clara percebe que o comportamento de Ana fica cada vez mais estranho. O que estará acontecendo? Leia a entrevista com Isabél Zuaa e com os diretores Juliana Rojas e Marco Dutra.


“Desejo e Obsessão”
[Trouble Every Day, França/Alemanha/Japão, 2001]
Disponível no Reserva Imovision

Shane (Vincent Gallo) e June Brown (Tricia Vessey) são americanos recém-casados que visitam Paris, na França. June pensa que a viagem é apenas uma lua de mel, mas seu marido tem outros planos. Shane busca reencontrar Léo Semenau (Alex Descas), médico e pesquisador casado com uma mulher que, como ele, é tomada por um violento desejo sexual. Dirigido por Claire Denis.


“Quando Chega a Escuridão”
[Near Dark, EUA, 1987]
Disponível no Belas à La Carte e no Telecine

Caleb (Adrian Pasdar) é filho de um fazendeiro e vive em uma cidadezinha americana. Certa noite, ele se apaixona por Mae (Jenny Wright), sem saber que ela, na verdade, é uma vampira. Após ser mordido, ele será forçado a se unir ao grupo dela. Escrito e dirigido por Kathryn Bigelow, que com Guerra ao Terror (2008) tornou-se a primeira mulher a ganhar o Oscar de direção.


“Zana”
[Kosovo/Albânia, 2019]
Disponível no Supo Mungam Plus

Lume (Adriana Matoshi) é fortemente pressionada a engravidar, tanto pelo marido e pela sogra quanto pela comunidade do vilarejo em que mora. Quando o médico afirma que não há nada que fisicamente impeça Lume de ter filhos, ela é levada a místicos para se curar não apenas da infertilidade como também dos pesadelos e visões que a assombram desde a Guerra do Kosovo. Dirigido por Antoneta Kastrati – leia entrevista com ela.


Luísa Pécora é jornalista e criadora do Mulher no Cinema

* Texto atualizado em agosto de 2021

Top