Cineastas recomendam 58 filmes dirigidos por mulheres

Fundado em 2013 por Leah Meyerhoff, o coletivo Film Fatales reúne cineastas mulheres, sobretudo do cinema independente. A pedido do site Bitch Media, as integrantes montaram duas listas maravilhosas: uma de filmes recentes dirigidos por mulheres que todo mundo deve ver e outra de filmes dirigidos por mulheres que as inspiraram.

Mulher no Cinema vai guardar as duas listas com carinho e tentar ver um por um. Que tal fazer o mesmo?


Filmes recentes dirigidos por mulheres que todo mundo deve ver:

– “Advantageous”, de Jennifer Phang

– “A Garota que Anda à Noite”, de Lily Amirpour

– “Antes Sexo do que Nunca”, de Stacie Passon

– “Apartment Troubles”, de Jess Weixler e Jennifer Prediger

– “Appropriate Behavior, de Desiree Akhavan

– “A Teacher”, de Hannah Fidell

– “Belle”, de Amma Asante

– “Caught”, de Maggie Kiley

– “The Diary of a Teenage Girl”, de Marielle Heller

– “Dormindo com as Outras Pessoas”, de Leslye Headland

– “Honeytrap”, de Rebecca Johnson

– “I Believe in Unicorns”, de Leah Meyerhoff

– “A Irmã da Sua Irmã”, de Lynn Shelton

– “Kelly & Cal”, de Jen McGowan

– “Little Accidents”, de Sara Colangelo

– “Lucky Them”, de Megan Griffiths

The Midnight Swim, de Sarah Adina Smith

– “Nos Bastidores da Fama”, de Gina Prince-Bythewood

– “Uma Notícia Inesperada”, de Gillian Robespierre

– “Parece Amor”, de Eliza Hittman

– “Pariah”, de Dee Rees

– “Selma – Uma Luta Pela Igualdade”, de Ava DuVernay

– “She’s Lost Control”, de Anja Marquardt

– “Stray Dog”, de Debra Granik

– “There is a New World Somewhere”, de Li Lu

– “Vessel”, de Diana Whitten


Filmes dirigidos por mulheres que inspiraram o trabalho
das integrantes do coletivo Film Fatales:

– “À Ma Souer!”, de Catherine Breillat

– “Aos Treze”, de Catherine Hardwicke

– “Aquário”, de Andrea Arnold

– “Bom Trabalho”, de Claire Denis

– “O Caramanchão”, de Clio Barnard

– “Um Casamento à Indiana”, de Mira Nair

– “Cléo das 5 às 7”, de Agnès Varda

– “Daughters of the Dust”, de Julie Dash

– “Down to the Bone”, de Debra Granik

– “Em Um Mundo Melhor”, de Susanne Bier

– “Eu, Você e Todos Nós”, de Miranda July

– “High Art”, de Lisa Cholodenko

– “Histórias que Contamos”, de Sarah Polley

– “Jesus’ Son”, de Alison Maclean

– “Meninos Não Choram”, de Kimberly Peirce

– “Monster: Desejo Assassino”, de Patty Jenkins

– “Nunca Fui Santa”, de Jamie Babbit

– “O Pântano”, de Lucrecia Martel

– “O Par Perfeito”, de Rose Troche

– “As Pequenas Margaridas”, de Vera Chytilova

– “Psicopata Americano”, de Mary Harron

– “Quando Chega a Escuridão”, de Kathryn Bigelow

– “Ratcatcher”, de Lynne Ramsay

– “Os Renegados”, de Agnès Varda

– “Salaam Bombay!”, de Mira Nair

– “O Sonho de Wadjda”, de Haifaa al-Mansour

– “Sonhos Femininos”, de Allison Anders

– “Suburbia”, de Penelope Spheeris

– “Sweetie”, de Jane Campion

– “Variety”, de Bette Gordon

– “As Virgens Suicidas”, de Sofia Coppola

– “Wendy and Lucy”, de Kelly Reichardt

Via Bitch Media

5 thoughts on “Cineastas recomendam 58 filmes dirigidos por mulheres

  1. Eu gosto muito de Liliana Cavani. Recomrndo:” La pelle”, “Para alem do bem e do mal”, “Berlin Affair”, “O porteiro da noite”, etc. E tem grandes nomes do cinema faltando nessa lista…

Deixe uma resposta para Luana Cancelar resposta

Top